Notícias

Chapéu de Palha 2020: Fruticultura e Pesca Artesanal tem mais de 6,3 mil trabalhadores cadastrados

Os beneficiários terão direito ao recebimento de uma bolsa mensal no valor de R$ 271,10 (fruticultura) ou R$ 281,90 (pesca) durante o período da entressafra e do inverno, que dura quatro meses.

Os cadastramentos realizados pelo programa Chapéu de Palha 2020 nos municípios de Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Petrolândia, Orocó, Cabrobó, Belém do São Francisco e Petrolina, bateram um número impressionante. Foram 6.398 trabalhadores rurais da Fruticultura Irrigada e da Pesca Artesanal no Sertão do São Francisco, cadastrados no período de 20 de janeiro a 7 de fevereiro.

Os beneficiários terão direito ao recebimento de uma bolsa mensal no valor de R$ 271,10 (fruticultura) ou R$ 281,90 (pesca) durante o período da entressafra e do inverno, que dura quatro meses. A ajuda financeira está condicionada à participação do beneficiário em cursos de capacitação oferecidos pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), gestora do Programa Chapéu De Palha, em parceria com outras secretarias estaduais como a da Mulher e a de Trabalho e Qualificação.

Desde que o Chapéu de Palha foi instituído, milhares de trabalhadores se capacitaram com os cursos oferecidos. Muitos deles encontraram nos cursos a oportunidade para deixar o trabalho rural definitivamente, incorporando uma nova fonte de renda para subsistência de suas famílias.

Petrolina é considerado o maior polo de cadastramento e, de 3 a 7 de fevereiro foi instalado no Centro de Convenções de Petrolina uma grande frente para receber os trabalhadores que precisavam do cadastro. A novidade deste ano foi a informatização que integrou as três etapas do processo de cadastramento: triagem, cadastramento e capacitação. Com isso, cada beneficiário levou cerca de 10 minutos para se habilitar na edição 2020 do programa.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar