Notícias

A putrefata situação da Câmara de Petrolina e obediência cega aos desejos de Miguel Coelho

Resultado de imagem para obediência cega 18 pessoas

Estamos vivendo em Petrolina, dias escuros quanto a  ética dos legisladores, que todo santo dia, é testada na Casa Plínio Amorim.  Toda semana surgem naquela Casa, obstáculos que impedem o livre exercício do poder pelo vereador.  Esses obstáculos vêm  sutis para os vereadores em formato  de ordens, em formato de pedidos “especiais”, maquiados com um forte apelo de “ou faz ou não ganha”. Essas ordens  tem deixado a população em duvida quanto ao mandato livre do vereador. Sabemos que um mandato legislativo  não deve estar atrelado a questões de ordem econômica e política no sentido da troca de favores.

Hoje, Petrolina tem em seu quadro na Câmara de vereadores,  23 nomes que compõe o legislativo municipal. Esses senhores e senhoras , que foram eleitos pelo povo, representam a população nos seus anseios pela fiscalização quanto ao que se gasta no município, bem como pela cobrança para que os serviços essenciais sejam mantidos.

No entanto em  Petrolina, parece que a música tocada pelo executivo é essa: se você obedece às ordens do chefe do executivo, sem titubear, poderá ter um mandato tranquilo e livre  de perseguições e pode até sair como beneficiado na situação. No entanto, se você se intitula independente e mesmo assim faz parte da bancada de situação, poderá chamar nuvens carregas e escuras para sua cabeça que poderão derramar uma torrencial tromba d’água em qualquer plano que se fizer. Que pena que isto acontece! E que o novo  chefe não perdoa!

Vimos nessa última semana, vereadores que viram seus amigos e parentes sendo demitidos de cargos comissionados na prefeitura , tão somente por que o vereador  não obedeceu as ordens de votar em certos projetos enviados ao legislativo pelo poder executivo e, como essas pessoas  eram seus amigos e parentes, perderam o cargo. Se o vereador se proclamar ou se intitular independente e mesmo assim faz parte da bancada de situação, poderá chamar nuvens escuras para sua cabeça. Que pena!

A valorização da categoria pela conscientização de sua importância atual e a tentativa de se livrar da estrutura de poder pelo poder, buscando a realização efetiva dos interesses sociais, já não funciona na cidade. Putrefata situação!

 Os vereadores são mais obedientes que alguns secretários, e até parece que boa parte deles , colocaram  xilocaína na garganta e eles  respondem positivamente  em todas as reivindicações do prefeito. Nem os  secretários chegam a esse extremo, fato que revela que os vereadores são em suma mais obedientes que certos secretários e assessores especiais. obedecer não é para todos.

Por Cauby Fernandes

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar