Notícias

A verdade sobre o Palácio Diocesano de Petrolina, e a mentira dos políticos

 

Resultado de imagem para verdade e mentira

Estava tudo quietinho, na maré mansa na Casa Paroquial em Petrolina. Bastou alguns  empreendedores, fecharem um acordo e falarem  sobre uma  construção de um shopping em área que a  igreja católica repassou por vinte anos, que as antenas de toda a cidade ficaram em  alertas. E quem mais gostou desse assunto foi a classe politica da cidade de Petrolina.

Aproveitaram a deixa, para dizerem ser contra o projeto, por conta que  o prédio é histórico e blá,blá… No entanto puxando a memória, não houve esse estardalhaço quando resolveram fazer da estação ferroviária, um mero escritório para uma grande empresa do ramo funerário, não vi vereadores, deputados e outros políticos  se manifestarem quando aquele prédio da Fundação Nilo Coelho (do lado da Havan em frente ao hospital HGU) foi vendido,quando o prédio da escola Estadual foi repassado para uma faculdade particular, quando o prédio do Cine Petrolina foi alugado dando lugar a uma igreja, quando venderam o terreno  ao lado do shopping, para instalação de um hotel, quando… Enfim, vários prédios na cidade que foram doados pelo município, hoje estão com outros donos a quem não foi doado.  Cadê os políticos?  No entanto, pela visibilidade, pela fama que tem o prédio do Palácio Diocesano, resolveram fazer disso, trampolim politico, como se de fato se preocupassem com o patrimônio artístico cultural da cidade.

Aquela casa antiga ao lado da Emissora Rural, que era um dos casarios mais antigos da cidade, amanheceu  derrubada totalmente, e ninguém disse nada. Colocaram tapumes, placa de venda, e boom! Derrubaram! Não era um patrimônio cultural? Ainda que pertencesse a uma família?

Não me venham com “estória” de preocupação, isso é balela! Nossos artistas locais, destratados em festas do município, recebendo cachês 80 % a menos do que merecem em detrimento de atrações milionárias contratadas, e isso foi erro de todas as gestões, não apenas dessa que aí está, todos erraram em não valorizar o artista da terra.

Não me venham com “estória” de preocupação, isso é balela!

Por Cauby Fernandes

@lingua

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar