Notícias

Anote: Miguel Coelho não é candidato a governador!

"A campanha eleitoral para 2022 foi colocada na rua cedo demais. Então, a partir daí, é aquela história, ela partiu e não dá mais para ser recolhida. Na minha visão, vai continuar esse clima (de embate)", avaliou. 

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou em entrevista ao Estadão/Broadcast, que a disputa eleitoral de 2022 foi colocada em pauta “cedo demais” e, que agora não tem como recolher a campanha.

“A campanha eleitoral para 2022 foi colocada na rua cedo demais. Então, a partir daí, é aquela história, ela partiu e não dá mais para ser recolhida. Na minha visão, vai continuar esse clima (de embate)”, avaliou.

O vice presidente não está errado. Se a busca pela faixa presidencial já começou, nos 27 estados brasileiros a conversa é a mesma: sucessão.

Em Pernambuco, nomes de deputados e deputadas , prefeitos (as) e ex-prefeitos estão na boca do povo e da mídia. Nomes como o da prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, do prefeito de Petrolina , Miguel Coelho, da deputada Federal  Marília Arraes e do ex-prefeito do Recife, Geraldo Júlio  já se movimentam nos bastidores em busca de certos apoios.

Em Petrolina, o prefeito, já avisou que quer levar o desenvolvimento da cidade para o estado. Porém, anote aí: Miguel Coelho não será candidato a governador! E por que não? Por que ele não tem envergadura eleitoral para uma disputa ao governo. No máximo que ele pode ser, é um bom nome e um bom candidato a vice governador. Isso é fato. Mas, com quem ele faria aliança?

Ora, pode ser com o candidato do PSB ou do PT. Tudo se desenha para que isso se concretize. As conversas ao pé do ouvido já estão acontecendo, e aí entra a fala de Hamilton Mourão, vice-presidente, que já disse que uma vez a campanha, ainda que prematura esteja na rua, não existe modo de retroceder. Porém, o Coelho petrolinense ainda é verde e, 2022 já começou.

 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar