Notícias

Assim não dá: no Interior de Sergipe e Pernambuco, primeira dia de vacinação contra Covid-19 tem ‘fura-filas’

Um prefeito, uma secretária de saúde e até um fotógrafo oficial de cidades do Interior de Sergipe e de Pernambuco furaram a fila de vacinação da Covid-19 na manhã desta terça-feira (19). Eles não fazem parte do grupo prioritário, que engloba profissionais de saúde da linha de frente, indígenas aldeados e pessoas com deficiência que vivem em instituições inclusivas.

Na cidade de Itabi (SE), durante evento para marcar o início da campanha de imunização, o prefeito Júnior de Amynthas (DEM) foi o primeiro a tomar a vacina. A justificativa, segundo nota oficial da Secretaria de Saúde, foi a de incentivar a população a aderir à campanha de vacinação.

Segundo o comunicado, informe técnico do Ministério da Saúde faculta a estados e municípios a possibilidade de adequar priorização conforme a realidade local. “É a razão pela qual o prefeito Júnior de Amynthas foi imunizado, em um ato de demonstração de segurança, legitimidade e eficácia da vacina para incentivar a população Itabiense a se vacinar“, diz.

Na cidade de Jupi (PE), segurando a mão da secretária municipal de Saúde da cidade, Maria Nadir Ferro, o fotógrafo oficial da prefeitura, conhecido como Guilherme JG, comemorou a chegada das doses no momento em que foi vacinado.

O vídeo com o momento da vacinação foi postado nas redes sociais. “Aqui, olha, Jupi recebendo as primeiras doses. Aproveitando o embalo”, diz ele, com a máquina fotográfica pendurada no pescoço.

A Folha tentou entrar em contato com o fotógrafo, mas não obteve resposta. “Folha de S. Paulo? Oxe. Quero falar não“, disse ao atender o telefone.

O profissional falou para a Rádio Jornal de Pernambuco, fora do ar, que se arrependia pelo ato e que não teria coragem de tomar de novo porque é uma falta de empatia.

MPPE

Em seguida, segundo relatos da repórter da rádio, ele negou ter tomado a dose e pediu para que o assunto fosse esquecido. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou procedimento administrativo para investigar o caso.

Minutos antes de ser vacinado, ele tinha fotografado a secretária de Saúde também recebendo a dose. O prefeito de Jupi, Marcos Patriota (DEM), afastou a secretária de Saúde do cargo e determinou apuração dos fatos.

Só podem tomar a vacina neste primeiro momento, de acordo com a pactuação feita entre Estado e municípios, conforme estabelecido pelo Plano Nacional de Imunização, trabalhadores da saúde que estão na linha de frente.

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, por exemplo, não foi vacinado por não fazer parte do grupo prioritário.

A promotora de Justiça Adna Vasconcelos informou que encaminhou ofício para a Prefeitura de Jupi pedindo esclarecimentos sobre o que ocorreu. “Ele [o fotógrafo] vai ser notificado também para prestar esclarecimentos. Vamos ouvir também quem autorizou a vacinação e quem aplicou a vacina”, disse a promotora.

Informações do Blog do Carlos Britto

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar