Notícias

Babado: por que Miguel Coelho não se filiou ao PSDB?

O jovem queria ser o presidente da sigla no Estado, e não apenas chefiar uma comissão municipal.

iguel Coelho, o jovem prefeito de Petrolina, está sem partido desde do inicio do ano. De lá para cá, muitos boatos de que o rapaz se filiaria em siglas diversas foi o pau que rolou. Nas feiras, nas rodas de conversas da sociedade rica ou pobre, ele era o assunto do momento. Porém, até agora, o prefeito não se decidiu em qual partido vai se filiar de verdade.

O blog, em conversa com diversas lideranças partidárias no Estado, descobriu uma história bastante curiosa. Acompanhe:

Quando resolveu se desfiliar do PSB, Miguel Coelho, alegou divergências na forma de praticar política para tomar a decisão, mas ressaltou a importância histórica dos socialistas. Miguel citou ainda como referências da convivência no PSB o senador Fernando Bezerra, pai dele, e o ex-governador Eduardo Campos.

“Semeamos juntos desejos da população de levar água para os irmãos do interior, asfalto para porta de casa, desenvolvimento que gera emprego e oportunidade, educação que alimenta sonhos, renda que impulsiona o futuro”, destacou.

Tomada a decisão, no dia 17 de abril de 2019, ele anunciou sua saída do Partido Socialista Brasileiro (PSB). O gestor entregou a carta de desfiliação ao presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, em Brasília. Miguel estava há sete anos no PSB, seu primeiro e único partido. A partir de então começaram as especulações sobre a  nova legenda, e naquela época estava tudo certo que a filiação seria feita ao PSDB.E estava tudo certo.
Porém, o prefeito de Petrolina, segundo as informações repassadas ao Blog, queria coisa maior…Ser presidente da sigla em Pernambuco. Esse pedido surpreendeu a Comissão estadual, que de pronto, ofereceu a cidade de Petrolina para controle de Miguel Coelho. Ele claro, rejeitou. Queria algo maior.
Como  a resposta ao pedido de Miguel Coelho foi negativa, o prefeito disse que não ficaria , e prosseguiria na sua jornada em procurar uma casa que o acolhesse e o aceitasse com suas regras. Vai ser difícil. Agora, mais boatos surgem, e dizem que ele quer filiar-se ao partido de Bolsonaro, PSL. A pergunta é: será que ele vai querer também a presidência do partido em Pernambuco? Ah! menino! De besta nem o caminhado tem!.
Assim é Miguel Coelho, ávido pela janela do ônibus que mal acaba de subir. Tá no sangue.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar