NotíciasPolítica

Bancada evangélica boicota Vélez, visto como ‘maçã bichada’

A percepção interna é a de que o ministro, ameaçado no cargo após embate com o escritor Olavo de Carvalho

Uma reunião que aconteceria nesta quarta (20) entre a bancada evangélica e o ministro da Educação, mas acabou cancelada em cima da hora, escancarou o desejo do bloco religioso em se distanciar de Ricardo Vélez Rodríguez.

A princípio visto com simpatia, Vélez agora seria uma “maçã bichada”, nas palavras de um parlamentar evangélico com quem a reportagem conversou. Ou seja, eles só teriam a perder se associado a um nome que periga cair logo, logo. Fora o apetite para ver um aliado da frente substituindo-o no MEC.

Resultado de imagem para maçã bichadaA percepção interna é a de que o ministro, ameaçado no cargo após embate com o escritor Olavo de Carvalho e discípulos que trabalham na pasta, quer usar a frente para se cacifar -mas não valeria a pena se desgastar validando seu nome.

O encontro entre Veléz e os evangélicos foi articulado pelo presidente interino da bancada, Lincoln Portela (PR-MG). Estava inicialmente marcado para 14h desta quarta e foi depois reagendado para 16h.

Para evangélicos que se decidiram pela evasão, a remarcação só aconteceu para o ministro sair bem na fita, porque estava claro que, nesse novo horário, a maioria dos membros da frente não poderia comparecer, pois precisavam estar no plenário da Câmara.Assim, a agenda foi cancelada com o argumento oficial de conflito de horários. Ficou a impressão, contudo, que o motivo real foi para não passar vergonha diante de uma reunião esvaziada.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar