Notícias

Bomba: em áudio, Tenente do Biesp diz que tentativa de assassinato foi crime passional

Como uma informação tão importante não foi levado à sério, deixando milhares de pessoas sem a real informação? É inadmissível e até irresponsável levantar questões políticas em um caso tão agravante. 

Contrariando as informações do prefeito Miguel Coelho que disse que o atentado a um dos seus secretários era motivação política por causa da licitação do transporte público de Petrolina, o Tenente Salvattore do 2º Biesp, informou em entrevista a radialista Neya Gonçalves que a tentativa de assassinato do secretário executivo, José Carlos da AMMPLA, teve motivação passional. Ele que é porta-voz da corporação informou ainda que o inquérito policial não foi concluído.

Como uma informação tão importante não foi levada à sério, deixando milhares de pessoas  cheias de dúvidas? É inadmissível e até irresponsável levantar questões políticas em um caso tão agravante.

O prefeito, depois de entrevista coletiva, disse que ele e sua equipe estavam sofrendo ameaças de morte por causa da tal licitação, deixando a entender que a motivação do crime era a política.

Ninguém nesse momento pode apontar que tal crime é por esse ou aquele motivo. Salvo quem entende do assunto. Nesse caso, é necessário levar em consideração a declaração do Tenente Salvattore, até porque, sua profissão o leva a ver com os olhos aquilo que poucos enxergam.

Nesse momento é preciso ter muita calma e analisar friamente o que está acontecendo na cidade de Petrolina.

Ouça o áudio da entrevista que foi ao ar no dia 11  de novembro no programa Nossa Voz da rádio grande Rio FM:

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar