Notícias

Câmara de Petrolina: Vereadores se detestam e querem a cabeça um do outro

Resultado de imagem para pano branco manchado de bordô

A Câmara de vereadores de Petrolina, mais uma vez se destaca nas páginas dos blogs e jornais  do Vale do São Francisco. Se destaca não positivamente, mas o destaque pelo  nível das discussões que a cada sessão cai drasticamente.

Assim como o Lago de Sobradinho que pode entrar no volume morto ainda em dezembro, a Casa Plínio Amorim se debate para aumentar o nível, mas tá muito difícil e o volume morto das discussões sem sentido já a engoliu. As discussões pertinentes, estão se perdendo no vácuo das birras e intrigas,  que mancham o pano das discussões com um tom  bordô e ofusca projetos importantes que poderiam aumentar o nível dos debates . Os louros da desavença desta terça-feira, 24, serão entregues a Gilmar Santos do PT e  Osinaldo Souza do PTB.

Os vereadores são homens finos, educados, ambos formados e com nível superior. No entanto,  as discussões entre os dois, tem sido recorrentes e  já viraram coisa pessoal e ambos já não se suportam. Cada um tem seu modo de viver, de pensar e resolveram jogar isso dentro da Câmara.  As vezes, projetos que poderiam ser discutidos de forma ampla, acabam se perdendo por conta da birra dos dois vereadores. A briga dessa vez, foi por causa do “Homem nu “. Mostra  que foi apresentada no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), no mês passado, na qual um homem sem roupas  é tocado por adultos e crianças.

Com pensamentos contrários e discordando um do outro, os vereadores querem que seu adversário seja destituído da Comissão de Direitos Humanos. O problema é que ambos fazem parte da tal Comissão, onde  Osinaldo é o presidente e Gilmar, o secretário.

Acompanhe a fala deles:

“O que aconteceu aqui demonstra que esta Casa não tem respeito pela democracia e não representa os interesses, nem os direitos conquistados pela sociedade brasileira”, disparou. O petista chamou de “hipócritas” alguns vereadores que querem “criminalizar os artistas”, tachando-os de imorais, quando boa parte dessa “imoralidade” está na política. “Os meios de comunicação do país apresentam cenas de nudez que para eles são imorais, mas em nenhum momento a gente vê algum ataque. Mas eles ficam catando algum pretexto para tentar se apresentar para a sociedade como homens de bem, quando na verdade contribuem para uma política autoritária de violação dos direitos humanos”, disse Gilmar Santos.

Eu espero não ter que fazer isso. Eu defendo o direito de todas as pessoas, mas as defesas dele nesta Casa quanto aos direitos humanos têm deixado muito a desejar, especialmente quando ele concorda que criança deva alisar homem pelado ou mulher pelada. Isso eu não admito jamais. A gente tem de respeitar a inocência, o não conhecimento da criança, e isso parece que o vereador não se importa muito”, desabafou Osinaldo Souza.

Uma celeuma instalada, e que ainda vai render muitos comentários. É hora de reavaliação.

Por Cauby Fernandes

@língua

Artigos relacionados

1 pensou em “Câmara de Petrolina: Vereadores se detestam e querem a cabeça um do outro”

  1. Tu conversa mole pra enrolar a platéia e aparecer na mídia,quando terminam este teatro vão comer bode e falar de sua apresentação na tribuna,dizendo que já enrolaram mais um dia os abestados que votaram neles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar