NotíciasPolítica

Contas rejeitadas da Câmara: imprensa petrolinense se cala

Por que?

A mídia jornalística de Petrolina, que em tantos outros casos sempre se alinhou em defesa na divulgação de fatos verídicos, pareceu constrangida, como que destituída de seu maior valor – a capacidade de discernimento e análise dos fatos. Não houve referência à amplitude da decisão doTribunal de Contas do Estado de Pernambuco que, rejeitou as contas da Casa Plínio Amorim no exercício de 2010.

Cadê as informações? O blog A língua, não inventou que as contas da Câmara de Petrolina em 2010,  foram rejeitadas, e que o valor de mais de R$ 490.000,00 estão em jogo. A imprensa do município pareceu acanhada ao se posicionar sobre um tema tão relevante.O dinheiro público.

Ora, será que a questão do “imbroglio” do limite prudencial, das viagens exageradas dos vereadores e das diárias excessivas não é de interesse da sociedade? Não é da alçada da imprensa revelar os fatos? Não é disso que se trata, neste caso? .

Parece até que há um protecionismo em relação aos Edis e aos seu feitos. No entanto, nos deixa intrigados.No entanto,  é um direito de cada veículo de comunicação, falar ou não.

Mas a pergunta é? Por que a imprensa de Petrolina em sua grande maioria, inclusive aquela que se acha grande, não tocou no assunto?

Estranho. Contas rejeitadas da Câmara: imprensa petrolinense se cala. Por que?

Artigos relacionados

2 pensamentos “Contas rejeitadas da Câmara: imprensa petrolinense se cala”

  1. Estão todos comendo é mulher é filhos todos empregados na prefeitura,fora os que comem caladinhos lá dá câmara,se abrir o bico perdem tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar