Sem categoria

Cristina Costa se fragiliza: eleições internas do PT deu maioria para a chapa estadual apoiada por Odacy e Dulcicleide Amorim

Cristina Costa sai fragilizada do Processo de Eleições Diretas do Partidos dos Trabalhadores , até por que, a chapa 430 obteve 462 de Glaucos Lima, atual presidente do partido em Pernambuco, chapa inclusive, em que a vereadora estava fazendo dupla com Glaucos, perde a disputa.

O Processo de Eleições Diretas do Partidos dos Trabalhadores – PED 2019 – realizado neste domingo, 8, na Câmara de Vereadores em Petrolina, sertão pernambucano, contou com a participação de mais de 1000 votantes.O PED aconteceu em todos os municípios onde o partido possui diretório.

O coordenador do Sintepe (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco), Robson Nascimento, foi eleito em chapa única para presidir a legenda nos próximos quatro anos, mas na disputa estadual e nacional, os grupos que integram a sigla na ‘capital da irrigação’ se dividiram nos apoios.

Para a chapa estadual, o grupo do ex-deputado Odacy Amorim e atual presidente do IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco), e da deputada estadual Dulcicleide Amorim, foi vencedor com uma margem de apenas 35 votos de diferença. Ficando a chapa apoiada pelos vereadores Cristina Costa e Gilmar Santos em segundo lugar. A chapa 480, que tem como candidato o ex-presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura de Pernambuco – Fetape, o deputado estadual Doriel Santos, teve 497 votos, essa é a chapa que Odacy e Dulcicleide apoiaram.

Cristina Costa sai fragilizada do Processo de Eleições Diretas do Partidos dos Trabalhadores , até por que, a chapa 430 obteve 462 de Glaucos Lima, atual presidente do partido em Pernambuco, chapa inclusive, em que a vereadora estava fazendo dupla com Glaucos, perde a disputa.

Na chapa nacional, a deputado federal e atual presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann ganhou com folga em Petrolina. Nessa disputa, os grupos de Cristina e de Odacy e Dulcicleide estiveram juntos e o resultado foi 880 votos para a atual dirigente petista. Em segundo lugar ficou o professor e filósofo Valter Pomar, integrante histórico do PT e que em Petrolina contou o apoio do vereador Gilmar Santos. Pomar obteve 53 votos.

MUNICIPAL

O placar para Robson que foi candidato único de todas as tendências petistas, foi 964 votos. A próxima etapa do PED é escolha das candidaturas para a executiva estadial no próximo mês.

Com informações de Cinara Marques

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar