Notícias

Cristovam: atitude de senadoras ‘desmoraliza a democracia’

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) afirmou que a ocupação da Mesa Diretora por senadoras da oposição foi um “gesto estudantil” que degrada ainda mais a imagem do Parlamento. Segundo ele, o protesto que retardou a votação da reforma trabalhista levará a opinião pública a questionar a utilidade do Congresso.

“Um gesto estudantil dentro do Parlamento desmoraliza o processo parlamentar e a democracia”, disse Buarque a VEJA. “Se esse protesto fosse feito numa época em que o Parlamento estivesse moralmente prestigiado, creio que seria um ato menor. Mas esse gesto estudantil foi degradante para a liturgia parlamentar. Aliado à corrupção generalizada, ele poderá ter consequências negativas para o Congresso.”

O senador acrescentou ainda que o ato fortalece a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à Presidência da República. “Creio que o Brasil não está se dando conta do perigo que significa esse senhor Bolsonaro. Essas senadoras fortaleceram a candidatura dele, porque a opinião pública está se perguntando se o Congresso serve para isso, se é assim que os parlamentares se comportam.”

Bolsonaro é entusiasta da ditadura militar que governou o Brasil entre 1964 e 1985. Em abril do ano passado, o deputado homenageou o torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra na votação de abertura do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT).

@lingua

*Veja

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar