GeralNotícias

Duplicação da Avenida 7 de Setembro causa transtornos, prejuízos e demissões

Comerciantes reclamam que têm acumulado prejuízos por causa do atraso nas obras da Avenida 7 de setembro em Petrolina. A queda nas vendas fez com que muitos empresários demitissem seus funcionários. Uma loja de produtos para veículos , por exemplo, despediu seis  pessoas e se mudou do local.

“Como você coloca funcionário aqui? Para não receber? Não tem como, não tem jeito”, lamenta Carlos , gerente de uma loja.

A avenida está interditada desde do inicio do ano de 2018.  A previsão inicial era de que as obras fossem concluídas em setembro deste ano, mas ainda não terminaram.

De acordo com a direção de uma das lojas  localizada na avenida, eles faturaram 30% a menos do que lucravam. Por isso, funcionários tiveram de ser transferidos para outras unidades da rede. Um dos empregados pede “honestidade por parte das pessoas envolvidas nessa obra” em relação ao prazo.

A obra de duplicação da Avenida Sete de Setembro está orçada em quase R$ 7 milhões. A ideia é oferecer mais mobilidade para quem trafega pelas rodovias de entrada e saída da cidade, além de promover um melhor acesso a bairros importantes como o José e Maria, Areia Branca, Dom Malan, Centro, Caminho do Sol, Vila Eulália, Jardim Maravilha e Gercino Coelho.

 

Artigos relacionados

2 pensamentos “Duplicação da Avenida 7 de Setembro causa transtornos, prejuízos e demissões”

  1. Eu só queria saber uma coisa!Não iria ter um viaduto na passagem para o bairro Antonio Cassimiro e outro no Bairro areia branca e o José e Maria,não estou vendo nada la´,então que dizer que trocaram 6 por meia duzia e enrolaram o povo esta conversa mole.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar