Notícias

Efeito Lula: Miguel Coelho pode recuar e não ser candidato a governador

PT e PSB podem sim se coligar. Miguel Coelho pode recuar e continuar prefeito de Petrolina.

Duas notícias nada alvissareiras caíram como uma bomba  no clã oligárquico da família Bezerra Coelho em Petrolina, sertão pernambucano.  A primeira  primeira noticia que saiu em todos os jornais do País foi a visita da PF na prefeitura na Operação Contrassenso no último dia 13, que descobriu possível fraude em contratos de licitações com o grupo Figueroa.

A segunda notícia ruim para o clã veio do STF quando liberaram Lula para ser candidato, anulando suas condenações.

Na cidade, moram peças importantes do cenário da política nacional. Uma dessas peças é Fernando Bezerra, líder de Bolsonaro no senado. Além dele, seus filhos também possuem residências no munícipio. Fernandinho, deputado federal, Antônio Coelho, deputado estadual e seu filho número três, que é o atual prefeito, Miguel Coelho.

Esse  último, tem pretensões de ser candidato a governador de Pernambuco e, tem andado no estado com essa finalidade. Porém, com essa novidade de Lula, o grupo de Fernando Bezerra deve recuar na possível candidatura de Miguel Coelho. E aí, os planos vão por água a baixo.

Para piorar, uma terceira notícia surgiu nessa sexta, 16, onde está sendo ventilado que o governador Paulo Câmara, pode se tornar possível vice na chapa de Lula, caso ele seja candidato a presidência da República.

PT e PSB podem sim se coligar. Miguel Coelho pode recuar e continuar prefeito de Petrolina. Quem também está se queimando cada vez mais é Marília Arraes, ela já perdeu importante espaço no PT depois de se abster em projeto importante onde  empresas queriam a aquisição de vacinas, fato que deixou os petistas enfurecidos com a moça.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar