Notícias

Eike Batista se entregará, diz advogado.O ex-bilionário poderá ficar em prisão comum

Alvo da Lava Jato e com mandado de prisão expedido pela Polícia Federal nesta quinta-feira (26), Eike Batista pode dividir cela com presos comuns, caso sua prisão seja realizada. É que o empresário não possui diploma de curso superior, conforme ele mesmo disse em sua autobiografia “O X da questão”.

“Estudei engenharia metalúrgica na Universidade de Aachen, na Alemanha. Rodei o mundo. Falo cinco idiomas. Sou engenheiro por formação, ainda que não tenha completado a graduação. Fui vendedor de seguros”, escreveu o ex-bilionário no livro que foi publicado em 2011.

A decisão sobre o presídio que Eike Batista será levado é da secretaria estadual de Administração Penitenciária. O empresário é suspeito de participar de esquemas de propinas no governo Sérgio Cabral. Ele é investigado pela Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato.

A Polícia Federal informou que o empresário Eike Batista deixou o Brasil na terça-feira (24) com um passaporte alemão. Ele teria embarcado para Nova York no voo 974 da American Airlines. Apesar de já ter emitido um alerta para a Interpol, a PF aguarda um contato formal do empresário.

 A  Polícia Federal foi na manhã desta quinta-feira (26) até a casa de Eike Batista, na Zona Sul da capital fluminense, mas não encontrou o ex-bilionário em casa.O advogado do empresário, Fernando Martins, informou aos agentes  da Policia Federal que o seu cliente está viajando e que vai se entregar quando voltar. A informação é que o ex-bilionário estaria fora do Brasil.

@lingua

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar