NotíciasPolítica

Eleições no Vale :quais as vantagens e desvantagens ao votar em Antonio Coelho ou Julio Lóssio Filho

No Sertão do Vale do São Francisco, diversos nomes novos já se apresentam para 2022.

Os pernambucanos  terão  no ano que vem, o poder de renovar, ou não,  o quadro de deputados na Assembleia Legislativa do Estado. Com o voto em mãos , os pernambucanos vão ouvir as mais variadas propostas de novos candidatos ou de veteranos que já estão com o mandato.

No Sertão do Vale do São Francisco, diversos nomes novos já se apresentam: Dulcicleide Amorim (reeleição), Lucinha Mota, Denise Lima, Cristina Costa e Maria Elena (vereadora).Elas estão entre as mulheres que deverão disputar uma vaga na ALEPE.

Com os candidatos masculinos, entre novos e antigos nomes, aparecem: Antonio Coelho(reeleição), Ruy Wanderley (vereador), Dr.Marcos Heridjanio, Gabriel Menezes, Julio Lóssio Filho e Deomiro Santos.

Vamos falar de cada um deles nas próximas semanas mostrando suas virtudes e defeitos e, dizer se vale à pena ou não votar nos seus nomes em 2022.

Antonio Coelho

O mais novo político do clã dos Bezerra Coelho, vive ainda dias tranquilos quanto à sua vida política. Na Alepe, não chamou muito a atenção, porém, pelo fato de ser filho do senador Fernando Bezerra, por onde passava, era e é, motivo de comentários: as vezes bons, outras vezes, não.

Por que votar nele é bom? É bom sim. Por motivos simples: fortalece a política do Vale do São Francisco e, sem dúvidas traz esperanças em relação as emendas voltadas para o sertanejo.

Por quê votar nele é ruim? È ruim sim. A imposição de famílias oligárquicas no País é política retrógrada e já passou do momento de se mudar essa forma de perpetuação do poder de famílias que só pensam em seus próprios interesses.

Julio Lóssio Filho

O advogado ficou em segundo lugar na disputa para prefeito de Petrolina, maior cidade do Vale do São Francisco. Sua luta foi árdua, até por quê, foi de encontro ao prefeito Miguel Coelho que estava consolidado na cidade e que vinha desenvolvendo um excelente trabalho. Porém, mesmo perdendo a disputa, ficou marcado a sua disposição por lutar pela cidade.

Por que votar nele é bom?  É bom sim. Com a disposição que demonstra ter, o filho do ex-prefeito de Petrolina pode contribuir muito  com a Região. Já demonstrou que não é apenas o filho do ex-gestor de Petrolina, mas, provou que tem ideias não copiadas, mas de sua autoria.

Por quê votar nele é ruim?

È ruim sim. Pela falta de capilaridade eleitoral, Lóssio ainda não se firmou como bom político, isso pode atrapalhar. Porém, isso pode ser vencido. Outro ponto negativo é a falta de um grupo forte de apoio. Nesse caso, a família Lóssio perdeu muito terreno. O pai, teve a oportunidade de ser secretário de estado e recusou. Se tivesse aceitado, não teria dispersado muitas pessoas que agora, poderiam dar mais força na candidatura do filho.  A falta de uma assessoria profissional ainda deixa uma lacuna na vida do candidato. É preciso rever esse ponto.

Próximo artigo falaremos de mais dois candidatos.

 

 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar