Notícias

Em Petrolina, Osório Siqueira usa o regimento da Câmara de vereadores como bem quer

Portas trancadas, ar -condicionado desligado, sala de imprensa fechada par a imprensa não entrar e fazer seu trabalho. Foi assim que encontramos a  Câmara dos vereadores de Petrolina, em plena quinta-feira, dia que era para ser realizada a sessão ordinária na Casa Plínio Amorim.

Tudo isso aconteceu, por causa de uma  ordem do presidente Osório Siqueira.  Na reunião da terça-feira (14), o presidente disse que por conta do feriado da Proclamação da República na quarta-feira (15), a Casa não teria tempo de elaborar a pauta para a próxima sessão ordinária, e que na quinta-feira, 16, não haveria sessão. Por conta disso, os vereadores de oposição, bateram o pé e disseram que estariam na Casa Plínio Amorim na quinta-feira, para realizar seus trabalhos em  tom normalidade, desobedecendo assim, o decreto do presidente. Os parlamentares repudiaram a atitude da mesa diretora em cancelar a sessão desta quinta (16), sem prévio entendimento com os pares da casa.

A contradição

Como os oposicionistas prometeram, as 9 horas em ponto, eles estavam no plenário, para debater seus projetos, suas metas e fazer o papel de vereador. As copeiras da Casa, em tom de solidariedade, levaram café e água para os cinco edis, que passaram horas conversando sobre diversos assuntos.

A contradição está justamente no aparecimento de diversos vereadores de situação, que tinham apoiado o presidente,mas de uma hora para outra, decidiram também debaterem seus projetos, só que em outra sala, a sala de reuniões.É justamente nesse ponto que não dá para entender essas atitudes.

Não dá para engolir! Se todos podiam estar na sessão ordinária,por que Osório Siqueira inventou a moda  de feriado prolongado? Parece até que o presidente lida com o regimento interno como se fosse seu, para ser usado ao seu bel prazer. Errou e errou feio! Poderia não colocar  mais esse erro em seu currículo político. Vai entender

Por Cauby Fernandes

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar