Notícias

Ex-vereador Junior Gás dá passo errado e se filia ao Podemos

Ao se filiar ao podemos, ele coloca em risco a sua campanha de tentar voltar à Casa Plínio Amorim

Política é estratégia. Não adianta você ter um bom nome, recurso e simpatia, se acaba entrando em um partido onde tem candidatos que são melhores que você em certos aspectos.

Basta usar a cabeça: se fulano de tal obteve 1500 votos na última eleição e eu tive 800 votos, certamente aquele fulano vem com mais vontade e pode me ultrapassar ainda que eu também tenha força. Na dúvida, é melhor não entrar no mesmo partido.

Se o partido que eu pretendo me filiar está cheio de candidatos vereadores eleitos, não é viável que lá eu me filie. Neste caso o risco é ainda maior.

Foi justamente o que fez Júnior Gás. Para obedecer ordens do governo Novo,o ex-vereador não soube contar e não observou a armadilha que estava armada para ele. Ele fora convidado para entrar em um partido onde todos os candidatos tinham o mesmo patamar que o dele em termos de votos, mas como é cabeça dura, não deu ouvidos e se filiou ao Podemos para agradar uma ala governista que manda no partido.

Nesse partido, nomes como Socorro Souza e Jaílson do Pedro Raimundo lá estão filiados. Ainda existem outros fortes nomes, dentre eles o de Junior Gás, mas quem não pensa às vezes se lasca, Júnior Gás pode estar colocando sua campanha em risco.Ao se filiar ao podemos, ele coloca em risco a sua campanha de tentar voltar à Casa Plínio Amorim.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar