Notícias

Fernando Bezerra. A eleição da traição

Resultado de imagem para de galho em galho

O pleito de 2018 ainda está um tanto distante, faltam muitas definições, contudo, já se anuncia que será o pleito das traições.

Em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin, peitando muita gente forte, bancou a candidatura de João Doria à prefeitura de São Paulo. A vitória de João deveria fortalecer Alckmin na sua pretensão de disputar a Presidência da República, mas o Prefeito eleito parece ter se esquecido do apoio recebido, e até mesmo de administrar a cidade, e está em plena campanha, agora para Presidente. Certamente, se a candidatura de Dória se confirmar, certamente, será uma grande traição de 2018.

Em Pernambuco, o Senador Fernando Bezerra, eleito pelo PSB na chapa encabeçada pelo Governador Paulo Câmara, foi Ministro ocupando a cota do PSB e, agora, tem o seu filho Fernando Filho no cargo de ministro também na cota do PSB. Por muitas vezes, nos eventos do PSB, Fernando Bezerra dizia em alto e bom tom que o Governador Paulo Câmara seria candidato à reeleição com o seu apoio.

Agora, como que uma amnésia tomasse conta de sua memória, Bezerra deixa o PSB com objetivo de enfrentar o Governador Paulo Câmara nas urnas, disputando o cargo de Governador.  Em Pernambuco, tal atitude não traz tanta estranheza quanto em São Paulo, uma vez que o Senador Fernando Bezerra tem uma longa história de traição na política.

Primeiro, foi o seu tio Osvaldo Coelho que o fez Deputado Estadual. Depois, Roberto Magalhaes, de quem foi Chefe de Gabinete. Aí veio Miguel Arraes, de quem foi candidato a vice. Em seguida, migrou para os braços de Jarbas Vasconcelos, a quem logo traiu, indo para o palanque de Eduardo Campos. Traiu Dilma Rousseff, de quem foi ministro, apoiando o seu afastamento da Presidência. Agora, chegou a vez de Paulo Câmara, com quem pretende disputar as eleições de 2018.

E assim, pulando de galho em galho, Fernando Bezerra, que foi eleito como o senador das águas, já está sendo chamado de senador da traição.

Por Cauby Fernandes

@lingua

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar