Notícias

Fernando Bezerra pode abortar candidatura de Miguel Coelho a governador

A Miguel, o pai deu a liberdade de andar. E o prefeito de Petrolina tem feito seu dever de casa. É quem mais se movimenta no sentido de consolidar seu nome para o Palácio do Campo das Princesas.

Sem dúvidas ele é um dos políticos mais articulados do país. Destaque por décadas na política brasileira e, que sempre busca espaço entre aqueles que estão no poder,  o senador Fernando Bezerra Coelho, como todo político de ocasião que se preza, não dá ponto sem nó. No caso dele, ao extremo. É o que isso quer dizer? Quer dizer o sertanejo não hesitará em abortar a candidatura do filho Miguel Coelho a governador se o atual prefeito de Petrolina não decolar nas pesquisas até o momento em que a disputa se afunilar para composição das chapas.

A Miguel, o pai deu a liberdade de andar. E o prefeito de Petrolina tem feito seu dever de casa. É quem mais se movimenta no sentido de consolidar seu nome para o Palácio do Campo das Princesas. Vive mais no Recife que na sua cidade. Ontem, por exemplo, esteve com um deputado federal, um estadual, um vereador e outros políticos. Miguel articula, cria fato, se vende como gestor moderno, consegue espaço na mídia. A sua parte ele faz. E faz bem feito.

Mas o prefeito de Petrolina larga em desvantagem no comparativo aos seus principais adversários porque está muito distante da Região Metropolitana, onde estão cerca de 40% dos votos. Pura matemática eleitoral. Nada, entretanto, que ele não possa reverter porque é um candidato para lá de competitivo. Além de uma gestão modelo, é muito leve, representa o novo e tem capacidade de articulação.

Se, ainda assim, Miguel não se viabilizar é que entra em cena o pai com uma jogada de mestre. FBC, que concorrerá à Câmara Federal caso o filho saia para governador, passaria a ser, ele mesmo, Fernando, candidato à reeleição em um chapa encabeçada pela deputada Marília Arraes. Com a guinada, Fernando conseguiria agregar votos da esquerda, vindos do PT, e da Direita, advindos do eleitorado bolsonarista. Coisas de FBC, um craque!

ARTICULAÇÃO – Falando nele, o senador Fernando Bezerra Coelho garantiu a manutenção dos recursos do Banco do Nordeste ao impedir o repasse de 40% dos valores dos fundos constitucionais para outras instituições financeiras. Durante a sessão remota do plenário do Senado dessa terça-feira, FBC articulou a retirada de pauta da emenda apresentada pelo senador Carlos Fávaro ao relatório da Medida Provisória 1.016, que trata da renegociação de dívidas no âmbito dos fundos constitucionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Segundo Bezerra Coelho, embora a iniciativa de Fávaro tenha como objetivo estender a operacionalização dos recursos do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) à Caixa Econômica, ela terminaria inviabilizando a atuação do Banco do Nordeste.

ANDANÇAS – Enquanto seu pai articula, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, corre atrás de apoios à sua pré-candidatura a governador. Em nova rodada de compromissos na capital pernambucana, o prefeito de Petrolina, Miguel se reuniu com o deputado federal Ricardo Teobaldo, presidente do Podemos, o estadual Joel da Harpa e o vereador Marlus Costa, de Jaboatão dos Guararapes. Na pauta, além das questões administrativas, conversas sobre os cenários político e econômico local e nacional. O gestor sertanejo ainda reservou espaço na agenda para receber o diploma de membro do tradicional Instituto de Advogados de Pernambuco (IAP).

Tags

Artigos relacionados

1 pensou em “Fernando Bezerra pode abortar candidatura de Miguel Coelho a governador”

  1. Dessa reportagem toda a frase que mas me chamou atenção foi essa( que ele vive mais em Recife do que na sua cidade) aí eu procuro quem tá bancando tudo isso?Vou responder a sociedade besta de Petrolina, justiça tem que entrar em ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar