Notícias

Frente das oposições em Pernambuco, lança seus candidatos

esta segunda-feira,11, o esperado , e que não era novidade, foi anunciado. O projeto Pernambuco quer Mudar, que agora é Pernambuco Vai mudar, da Frente das Oposições (PTB, DEM, PSDB, PRB, Podemos, PV, PRTB e PPS), anunciou os nomes de : Mendonça Filho (DEM) e Armando Monteiro (PTB) para as eleições de outubro próximo.

Amando Monteiro, tentará mais uma vez ser governador de Pernambuco, e ao seu lado como candidato ao senado, vem Mendonça Filho. Ambos desgastados, tentam agora, emplacar uma chapa vitoriosa. Um trabalho árduo, já que a “pecha” de ser aliado ao governo Michel Temer, que por todos é chamado de “golpista”, é sem dúvidas o maior entrave para que a campanha possa render frutos.

Em uma eleição que deixou de ser estadualizada e se tornou  nacionalizada, para aqueles que são aliados do governo federal, a escalada é mais íngreme. Armando terá a difícil missão de saber lidar com os egos de uma trupe que hoje é vista por boa parte do Brasil, como propagadores de discórdia. Como todos sabem, dentro do Pernambuco Quer Mudar, existe uma ala que ainda sonhava com Fernando Bezerra sendo o cabeça da chapa. Sonho que foi cortado pela própria incoerência de quem queria tomar o MDB para si.

O senador Armando Monteiro Neto, que se lançou candidato ao Palácio do Campo das Princesas, falou ao coração do “amigo”, Fernando Bezerra  e disse: “Eu sei que você pretendeu liderar esse projeto. As circunstâncias e a vida não permitiram que você tivesse agora nessa posição. Mas quero dizer que esse projeto precisa muito de você. Do seu entusiasmo, sua crença, do seu compromisso. Agradeço as generosas referências que você pode fazer“, declarou.

Após afirmar que veio “celebrar as esperanças” e “falar do futuro“, o petebista revelou que o grupo pretende, a partir de agora, percorrer as 12 microrregiões de Pernambuco.  “ Não é uma audiência que vamos fazer circunstancialmente. Queremos sentir de cada um dos pernambucanos quais suas prioridades, demandas mais importantes nessa hora. E construir um plano de governo sem falsas promessas“, garantiu o pré-candidato

As vaidades ainda podem falar muito alto dentro desse conglomerado de partidos  que se dizem aliado. Mas, bastará chegar a campanha real, para feridos e magoados começarem a deixar o barco. É esperar para ver.

Foto de Ivaldo Reges

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar