Notícias

“Guilherme Coelho enterra legado de Osvaldo Coelho, expulsando moradores do Projeto Pontal”, afirma produtor

Conhecido como o “Deputado da Irrigação”, Osvaldo Coelho era visto como a “Força do Sertão”, justamente por priorizar o homem sertanejo nos projetos de desenvolvimento. Ele sempre falou do sertanejo,  e em um dos muitos  artigos, que frequentemente publicava, Osvaldo Coelho escreveu  a frase “Espero que as pessoas lembrem de mim como aquele que fez de tudo para fortalecer os mais fracos”. Esta ideia resume sua trajetória, com uma política que tinha como propósito, dar dignidade àqueles que muito precisavam, os sertanejos atingidos pelo fenômeno da seca.
“Osvaldo Coelho  nos olhava com carinho,era dessa forma que ele  enxergava o pequeno produtor com amor. Muito diferente do seu filho , deputado Guilherme Coelho, que cada dia prova que defende os interesses do grande, e que o pequeno produtor serve apenas de degrau para  que ele possa estar  sempre no poder. O ato de covardia de Guilherme Coelho, não será esquecido por cada uma das 900 famílias que ele, simplesmente,  está jogando na Rua”, disse Juvenilson Coelho Bonfim,   um dos produtores do Projeto Pontal.
Muito se falou, muito foi propagado, mas queríamos ver de perto a situação do projeto. E a convite do vereador Domingos de Cristália e sua equipe, nos dirigimos nessa quarta-feira (6), em direção ao Pontal onde vimos um Oásis de fartura e de produtividade,  de uma terra que querem tirar dos pequenos produtores da agricultura familiar. Descobrimos que na localidade, residem mais de 2500 pessoas, só crianças na escola são mais de 100, a produção está  em alta, e que alem de consumir o que se planta, também se vende parte da produtividade. Apenas 1.500 hectares estão ocupados, o restante (mais de 8 mil), estão à espera de produção.
“Eu acredito que é um crime grande, aqui nesse lugar estamos produzindo, e aí o rico politico quer retirar a gente do nosso lugar! Nós vamos lutar até o fim para que nosso direito de produzir a terra permaneça, é um ato de covarde”, desabafou Vitório Anísio de Souza Santos, produtor do Pontal.
Para o vereador Domingos de Cristália,é injustificável a perseguição com o pequeno produtor.” Aqui não foi invadido por vagabundo, por gente sem noção. Aqui se planta, e se planta de verdade. Ninguém está aqui brincando de produtor, são produtores em plena atividade.Então, é injustificável essa perseguição, esse ato covarde dos grandes do Congresso, da Câmara Federal. Se Petrolina que tanta fala de força política, se unir, esse povo aqui pode comemorar com um final feliz! Esse meu primeiro mandato, como outros que virão é dedicado ao povo. Nós vamos lutar ao lado de cada família”, disse o vereador.

 

Só nos resta terminar essa matéria, com quem nos ensinou. “Espero que as pessoas lembrem de mim como aquele que fez de tudo para fortalecer os mais fracos”. Esta ideia resume sua trajetória, com uma política que tinha como propósito, dar dignidade àqueles que muito precisavam, os sertanejos atingidos pelo fenômeno da seca.

Por Cauby Fernandes
@língua

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar