Notícias

Impeachment não limpa o Brasil , diz a ressuscitada Marina Silva (ela apareceu!)

A ex-senadora Marina Silva, filiada à Rede Sustentabilidade, disse nesta
quinta-feira que, embora seja legal, o processo de impeachment não atende ao
desejo da população de “passar o Brasil a limpo”.
Marina fez o comentário ao defender novamente a cassação na Justiça
Eleitoral da chapa vitoriosa nas eleições de 2014 composta pela presidente
afastada, Dilma Rousseff (PT), e seu vice, o agora presidente em exercício,
Michel Temer (PMDB). Processos que correm no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
tentam abreviar o mandato do governo eleito por conta de denúncias sobre o uso
de recursos ilícitos, como dinheiro desviado da Petrobras, na campanha.
“As denúncias e os crimes que foram praticados e que estão sendo
comprovados pela Lava Jato colocam cada vez mais o sentido de urgência do
TSE”, afirmou Marina, após repetir que as denúncias de corrupção na
Petrobras que recaem sobre o PT implicam também o PMDB.
“Uma vez comprovado que houve corrupção e que foram fraudadas as
eleições pelo uso de dinheiro do ‘petrolão’, deve-se cassar a chapa que violou
a lei. Aí, será dado um forte sinal para a sociedade de que o crime eleitoral
não compensa”, acrescentou a ex-ministra do Meio-Ambiente.
Num discurso em que por diversas vezes fez referências a passagens
bíblicas a um publico majoritariamente de evangélicos, a ambientalista disse
que a ruptura a um modelo de desenvolvimento ambientalmente sustentável terá
que ser conduzido pela sociedade, e não por um partido ou por um presidente
eleito.
“Talvez a mudança não venha de políticos. Pesquisas mostram que 39%
dos consumidores aspiracionais querem mais do que preço, design e qualidade.
Querem ética, produtos que não tenham sido feitos em prejuízo à contaminação da
água, com trabalho escravo. A sociedade pressiona por mudanças”, disse a
candidata derrotada no primeiro turno das eleições de 2014. “Um modelo
sustentável precisa ser sustentável do ponto de vista ético e, para nós que
cremos, do ponto de vista espiritual”, complementou Marina

Cauby Fernandes

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar