Notícias

Julio Lóssio e Odacy Amorim são os únicos que podem desbancar Miguel Coelho. Lucas Ramos vai na contramão

Com desempenhos vitoriosos, os políticos vem se destacando na política petrolinense

O prefeito Miguel Coelho está muito forte politicamente. No entanto, toda essa fortaleza, pode cair drasticamente quando de fato, Odacy Amorim e Julio Lóssio, derem os primeiros passos rumo à campanha eleitoral de 2020.

Onde Julio Lossio é forte?

Na periferia, o médico que foi prefeito por duas vezes, tem o nome lembrado entre os moradores desses bairros. Na gestão de Lóssio, os bairros periféricos foram os mais contemplados na saúde, na educação e nos projetos sociais. Os CRAS e  as creches do Programa Nova Semente, dão um justo referencial ao nome do ex-prefeito, que não se pode negar, é lembrado pelos moradores dessas localidades. Vale lembrar também, que os bairros periféricos petrolinenses, detém o maior percentual de votantes no município na área urbana. É justamente aí, que Julio Lóssio é forte politicamente.

Onde Odacy Amorim é forte?

As áreas irrigadas são hoje, o segundo maior colégio eleitoral do município de Petrolina, perdendo apenas para os bairros periféricos. As comunidades instaladas no Perímetro Irrigado Senador Nilo Coelho, Bebedouro e  no sequeiro, o povoado de Rajada , são verdadeiros  e enormes bairros no interior do município. Justamente nessas localidades, o nome do presidente do IPA, Odacy Amorim, figura como uma das mais importantes peças no cenário politico de Petrolina. Odacy já provou por A + B, que é muito forte politicamente nesses logradouros.

Por essas e outras razões, ao começar a campanha de fato,toda a força que hoje é imprimida pelo prefeito Miguel Coelho, pode cair em números absurdos, o que tornará difícil o seu regresso à cadeira de prefeito em 2021.

E Lucas Ramos?

Indo na  contra mão, Lucas Ramos aparece pouquíssimo  na cidade. Com pequenas e raras aparições, o deputado, quando vem à cidade, concede uma entrevista, aqui , alí e acolá, mas não diz de fato o que está a fazer pelo município. Não queremos desmerecer seu mandato, nada disso! No entanto, fica visível que o deputado precisa mostrar um mandato mais efetivo para a cidade mais importante do  interior do Nordeste. Daí e por essa razão, há uma fragilidade em torno do seu nome para a disputa eleitoral em 2020.Ele não está forte.

No frigir dos ovos, percebe-se que os únicos nomes que podem desbancar Miguel Coelho, que agora está muito forte, somente Odacy  Amorim ou Julio Lossio. Eles estão apropriados da responsabilidade de serem gestores, e conseguem enxergar o que Lucas ainda não enxergou: Miguel Coelho vem para a disputa para ganhar, não é  um fantoche, ele tem luz própria, e se não for preparado para disputa eleitoral, o atropelamento nas urnas é coisa certa. Melhor é aparecer, e dizer que veio para batalhar.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar