Notícias

Justiça autoriza visita de comissão do Senado na PF para verificar condições da prisão de Lula

Ex-presidente Lula está preso na sede da PF em Curitiba desde o dia 7 de abril. (Foto: Dulcineia Novaes/ RPC Curitiba)

Resultado de imagem para letra a

juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, autorizou, nesta segunda-feira (16), a visita dos senadores da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado na Superintendência da Polícia Federal para verificar as condições da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros presos.

O ex-presidente está preso na sede da PF desde o dia 7 de abril. A vistoria está marcada para a terça-feira (17).

A juíza autorizou a visita mesmo sem que tenha sido comunicada a respeito de violação a direitos de pessoas custodiadas no local. “Tampouco tenha sido expressa no ofício a motivação da aprovação da diligência”, diz trecho da decisão.

Sobre outras visitas pedidas, como a defesa de Lula já se manifestou favoravelmente, ela pediu parecer do Ministério Público Federal (MPF).

A magistrada também pediu manifestação do MPF e da defesa do ex-presidente sobre pedido de transferência de Lula e a visita do argentino e Prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel.

O pedido de transferência do ex-presidente foi feito pela PGR de Curitiba na sexta-feira,13.

A procuradora-geral do município, Vanessa Volpi Bellegard Palácios, alega que o fato de Lula estar preso na sede da PF tem gerado transtornos aos moradores e a funcionários da PF.

Senadores que farão a visita, segundo a CDH:

  • Regina Sousa (PT-PI)
  • Paulo Paim (PT-RS)
  • Vanessa Grazziotin (PC do B-AM)
  • Lindbergh Farias (PT-RJ)
  • Gleisi Hoffmann (PT-PR)
  • Roberto Requião (MDB-PR)
  • Paulo Rocha (PT-AM)
  • João Capiberibe (PSB-AP)
  • Fátima Bezerra (PT-RN)
  • Lídice da Mata (PSB-BA)
  • Humberto Costa (PT-PE)
  • José Pimentel (PT-CE)
  • Telmário Mota (PTB-RR)
  • Angela Portela (PDT-RR)
  • Samuel Gomes dos Santos (assessor)

A visita à PF, em Curitiba, foi  aprovada durante reunião da comissão na quarta-feira (11) com o objetivo de verificar se questões relacionadas a direitos humanos estão sendo cumpridas na sala especial em que Lula está e também nas dependências onde estão os outros presos.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar