Notícias

Mais quatro centros de pesquisa começam a testar vacina chinesa a partir desta quinta (30)

Mais quatro centros de pesquisa começam a testar a vacina chinesa da Sinovac a partir desta quinta-feira (30).O Hospital Emílio Ribas, na capital paulista, e o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, no interior do estado, já poderão começar a aplicar a vacina nos voluntários.

Na sexta-feira (31), entram no estudo a Universidade Municipal de São Caetano do Sul, também em São Paulo, e a Universidade Federal de Minas Gerais.

A promessa é que até a semana que vem outros sete centros de pesquisa já estejam prontos para começar os testes. Além de São Paulo e Minas, a vacina também vai ser testada no Distrito Federal, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná.

Ao todo, 9 mil voluntários – todos profissionais de saúde da linha de frente do combate ao novo coronavírus – vão participar dos testes. Metade deles vai receber a vacina. A outra metade vai receber o placebo, uma substância que se parece com a vacina, mas não tem o princípio ativo.

Cerca de 900 voluntários cadastrados no Hospital das Clínicas de São Paulo já estão recebendo a primeira dose da vacina, e devem receber a segunda dose até meados de agosto.

Batizada como Coronavac, o produto está sendo desenvolvido em parceria com o Instituto Butantan, e a previsão é de que os primeiros resultados dos testes já possam ser conhecidos em setembro.

Essa é a terceira fase de testes da vacina, que já teve a eficácia e a segurança comprovadas em duas outras fases. A promessa é de que, se aprovada, em janeiro a Coronavac estará disponível e 60 milhões de pessoas poderão ser imunizadas contra o coronavírus.

 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar