Notícias

Matou e foi absolvido por ter comprado cocaína e recebido pó de giz

Absolvido homem que matou após receber pó de giz em vez de cocaína

Um homem identificado como Alves Borges de Souza foi absovido, nesta terça-feira (31), do crime de homicídio qualificado, após ter matado há 17 anos, Ivan da Conceição Santos, que teria lhe vendido pó de giz no lugar de cocaína.

De acordo com o site Metropoles, o crime ocorreu na madrugada do dia 11 de dezembro de 1999, em Ceilândia, Brasília. Jackson deu um tiro à queima roupa em Ivan, que morreu na hora. O acusado ficou 17 anos foragido.

Colocado de frente ao júri depois de ser encontrado este ano, ele escapou da punição, memso respondendo pelo crime de homicídio qualificado, por uso de meio que dificultou a defesa da vítima.

Ainda segundo o site Metropoles, durante a sessão de julgamento, o MPDFT adotou posição de neutralidade em relação à acusação, e a defesa, por sua vez, articulou as teses de legítima defesa, necessidade de absolvição e ausência de qualificadora.

@língua

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar