JustiçaNotícias

Médico conhecido como Doutor Bumbum deixa prisão no Rio

O médico foi beneficiado por um habeas corpus concedido por unanimidade

Após ficar mais de seis meses detido, o médico Denis Cezar Barros Furtado, conhecido como Doutor Bumbum, deixou o presídio Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8), no Complexo Penitenciário de Gericinó, no fim da tarde desta quarta-feira (30). O médico foi beneficiado por um habeas corpus concedido por unanimidade pelos desembargadores da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Denis estava preso preventivamente desde o dia 19 de julho do ano passado, acusado de ser o responsável pela morte da bancária Lilian Calixto de Lima Jamberci, de 46 anos, que saiu de Cuiabá para fazer uma bioplastia nos glúteos. A cirurgia foi feita na cobertura do médico na Barra da Tijuca. Horas depois após de fazer o preenchimento estético, a bancária passou mal e morreu no Hospital BarraDd’Or, após sofrer quatro paradas cardiorrespiratórias. Lilian teve complicações e foi socorrida pelo próprio Denis. Ele a deixou na unidade de saúde e fugiu em seguida, sendo preso dias depois.

Na decisão desta quarta-feira, os magistrados resolveram substituir a prisão por medidas cautelares, como a proibição de deixar o Rio de Janeiro sem autorização da Justiça e de sair de casa à noite. O médico também deverá se apresentar periodicamente à Justiça e não poderá manter contato com outros investigados no caso.

Artigos relacionados

2 pensamentos “Médico conhecido como Doutor Bumbum deixa prisão no Rio”

  1. With every little thing that seems to be building inside this particular area, your opinions are relatively refreshing. Nonetheless, I appologize, because I do not give credence to your entire idea, all be it radical none the less. It seems to us that your commentary are not entirely rationalized and in fact you are yourself not fully certain of your point. In any case I did appreciate reading through it.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar