Notícias

Miguel Coelho manda na Câmara de Petrolina

 

 

Resultado de imagem para Miguel coelho

Muitos foram os vereadores em Petrolina em outras legislaturas, que sempre falaram que os prefeitos interviam no legislativo municipal. Em projetos substanciais, em emendas, em requerimentos, sempre teve o dedo dos prefeitos. Quando o executivo queria intervir em processos na Câmara de Petrolina, sempre enviava seus emissários para direcionar como seriam as manobras.  Quem vai à Câmara,  nessa legislatura atual, sempre  encontra Orlando Tolentino e Jorge Assunção, sentados e espreitando os passos dos vereadores de oposição e situação. As vezes o próprio chefe deles, Giovanni Costa, aparece para ditar a as ordens de Miguel Coelho e como eles devem agir.

Aí,  em entrevista ao Blog Carlos Britto, nessa quarta-feira(22), o prefeito soltou uma frase  no minimo merecedora de risadas. Ele disse: “O prefeito não interfere em ações do legislativo. As decisões são de inteira responsabilidade dos vereadores”, disse  o prefeito.

Miguel vem de uma escola forte, de uma conjuntura politica que todos sabem como age. Dizer que não interfere no legislativo, é no minimo, querer chamar a população de bobos, pasmos… Sinto muito, mas não é verdade!

Se Miguel não sabe, um dos principais temas debatidos no Fórum Internacional sobre o 1º Censo do Legislativo Brasileiro, ocorrido na Câmara Federal em Brasília, em abril de 2006, foi o aprofundamento das relações das Câmaras de Vereadores com a Sociedade. Muitos são os obstáculos criados à ação do Legislativo, especialmente no âmbito municipal.

E, a principal conclusão do debate realizado entre os especialistas participantes,  apontou excessiva intervenção dos Prefeitos nas Casas de Leis e que o Executivo exerce forte interferência na pauta do Legislativo, tanto na esfera federal como na estadual e municipal. Essa intervenção impede o Legislativo de desenvolver sua própria pauta.
Petrolina não foge à regra! Se houvesse vereador sério em Petrolina,  o fortalecimento e a valorização da Câmara Municipal, seria, e  é o caminho para reduzir a vulnerabilidade dos vereadores.  O partido do Prefeito, quase sempre fator determinante no êxito da relação com os demais vereadores, não pode prejudicar o bom funcionamento das Câmara Municipal. Tudo isso nos leva a refletir sobre o que vem acontecendo com as interferências externas na Câmara Municipal de Petrolina, a exemplo do caso das pedreiras artesanais.

A bancada governista insiste em usar a imprensa que não ouve o outro lado em questão. Essa polêmica vem desde sempre!  Por tudo isso, é de suma importância estabelecer e relembrar a todos qual o verdadeiro e primordial papel de independência da Câmara Municipal . A função fiscalizadora do vereador tem sido atropelada pelos gestores municipais. Essa função fiscalizatória era pra ser exercida! no entanto tem sido calada.

O prefeito Miguel Coelho, ou está mal assessorado, ou se faz de inocente… O povo não é bobo! O senhor manda sim no legislativo e eles obedecem!

Por Cauby Fernandes

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar