Notícias

Miguel Coelho tem planos frustrados pelo Ministério Público e pela Procuradoria Geral de Justiça

Tendo que se submeter ao decreto do governador Paulo Câmara que impôs outras medidas restritivas, Miguel Coelho vai enfrentar uma pressão muito maior  a partir de agora, comerciantes cobram do gestor municipal reabrir o comércio. 

Ele bem que tentou, mas ainda não vai ser desta vez!  Com dois casos confirmados de Covid-19 em Petrolina,a reabertura do comércio que estava programada depois de reunião do prefeito com setores produtivos, vai ter que esperar.

Tendo que se submeter ao decreto do governador Paulo Câmara que impôs outras medidas restritivas, Miguel Coelho vai enfrentar uma pressão muito maior  a partir de agora, já que comerciantes cobram do gestor municipal o reabrir do comércio.

Agora, sem forças, se Miguel Coelho quiser vai ter que engolir as recomendações do Ministério Público e da Procuradoria Geral de Justiça que engrossaram esse caldo. Se o prefeito tentar reabrir o comércio pode significar intervenção  e afastamento do cargo.

A situação é dificílima. O que o prefeito ainda não entendeu é  que se pode dar um jeito para a comida, mas para a morte não. Isso é verdade e, isso é  vida real. O certo agora é não se expor ao vírus, essa é a única saída.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar