Notícias

O blefe da viúva de Eduardo Campos. Felipe Carreras não é santo

Resultado de imagem para Renata Campos
Achando que a  politica pernambucana é um filme de Hollywood,  a viúva de Eduardo Campos, soltou uma isca politica para ver se pega um peixe, e o nome do peixe é: Eleitor. Segundo reportagem feita pela jornalista e blogueira,   Noélia Brito no último dia 9 , a viúva estaria  Ciente de que a reeleição de Paulo Câmara se inviabilizou,  e que a saída do senador Fernando Bezerra Coelho indo para  o PMDB,  cresceu seu nome absurdamente no Estado , e que  o único nome capaz de sair em pé de igualdade para ir ao embate nas urnas,  seria o do  deputado federal e secretário de Turismo e empresário Felipe Carreras. BLEFE!
A  viúva do ex-governador Eduardo Campos, que é respeitada por todos dentro do PSB,  já   estaria  preparando Carreras para ser candidato a governador. Segundo a viúva, Carreras não está na Lava Jato, não está em nenhuma delação, diferentemente de Fernando Bezerra Coelho, que afirmou em entrevistas que tanto Paulo Câmara quanto Geraldo Júlio estariam na mesma situação que ele do ponto de vista criminal. Na Operação Lava Jato, Carreras pode não estar, mas a conversa que ele é bonzinho não passa de um BLEFE!
Resultado de imagem para felipe carreras e investigado pelo mpeCarreras não é esse bom moço que querem pintar.O  secretário já foi indiciado pelo MPPE, por suposto favorecimento  a sua empresa de entretenimento, e isso aconteceu quando a 4ª Promotoria de Justiça de Defesa de Olinda, através de sua representante, Drª Ana Maria Sampaio de Carvalho, instaurou inquérito civil para apurar irregularidades na contratação da empresa FESTA CHEIA e a Empresa Pernambucana de Turismo (EMPETUR).
 As possíveis irregularidades ocorreram em cota de patrocínio de R$ 200 mil reais para o OLINDA BEAR e se transformaram em dois processos registrados no Tribunal de Contas do Estado (TCE/PE).
Na época, Carreras disse: “Lamento que o parecer do próprio TCE, reconhecidamente um dos órgãos mais respeitados do Brasil, não tenha sido suficiente para o MPPE. Sendo assim, espero que o órgão se mantenha em favor da verdade e coerência”, afirmou em pronunciamento.
Essa suposta troca de Paulo por Carreras, na sucessão estadual, é apenas uma isca, e Renata Campos não é um “deus”, só por que é viúva de Eduardo Campos. Existem pensamentos diferentes dentro do Partido, que perpassam a comoção, e fazem do episódio Campos (sua morte), um fato encerrado, que já não tem força motivadora de votos. Parece que Pernambuco parou no tempo quando perdeu Eduardo Campos?   Parece também que alguns querem fazer  disso um “mantra”, para que não saia da cabeça do eleitor? Tudo isso que lemos sobre essa troca,  é nada menos que um blefe, e outras jogadas virão até chegar um ponto que a verdade apareça. Vamos esperar
Por Cauby Fernandes
@lingua

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar