NotíciasPolítica

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, pede demissão após denúncias de assédio sexual

Ministério Público Federal investiga denúncias de funcionárias do banco público contra o executivo, que é um dos nomes mais próximos de Bolsonaro

Alvo de denúncias de assédio sexual por funcionárias da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, presidente do banco público, entregou uma carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta quarta-feira (29). O executivo estava no cargo desde janeiro de 2019.

A decisão ocorreu um dia após o site “Metrópoles” publicar reportagem revelando acusações de funcionárias da instituição sobre abordagens inapropriadas de Pedro Guimarães e conduta incompatível com o ambiente profissional.

Pedro Guimarães era um dos nomes de confiança de Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes (Economia). Ele acompanhava o chefe do Poder Executivo em viagens oficiais e era convidado assíduo das transmissões semanais do mandatário nas redes sociais.

O Ministério Público Federal abriu uma investigação para apurar os fatos, mas os detalhes do caso permanecem sob sigilo.

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar