NotíciasPolítica

Petrolina: 18 homens e um novo segredo

A engenharia feita na Câmara de vereadores pode dar errado

Traidor, rendido, vendido, Maria vai com as outras,ladrõezinhos e oportunistas.Esses foram os adjetivos que toda Câmara de Petrolina ouviu das vozes que ecoavam dentro das salas de Comissões em última reunião realizada na quarta -feira,6. A briga pela liderança nas Comissões permanentes, diga-se de passagem, é muito séria.

Quem pensa que os vereadores da base do prefeito são amigos, engana-se, e muito se engana. O tratamento de: vossa excelência, fica apenas restrito ao plenário da Casa em dia de sessão ordinária. Nos demais dias, em reuniões fechadas, a verdade vem à tona. O céu some, e o inferno aparece.

O  presidente da Casa, contrariando o Regimento Interno, indicou o vereador Gilberto Melo para ser o líder do Partido da República na Câmara de Petrolina (PR). O detalhe, é que esse poder não é a ele atribuído. Em engenharia que pode não dar certo, Osório Siqueira foi induzido ao erro pelo “engenheiro das articulações políticas” de Miguel Coelho, Alvorlande Cruz.

Quem hoje detém o posto de líder partidário é Cícero Freire. O vereador  alega que, pelo regimento do partido, ele teria direito a permanecer como líder por quatro anos (como já cumpriu dois, teria direito, portanto, a mais dois).  Justamente nesse ponto, é que reside um grande problema. Osório alega que o PR, não está legalizado na cidade. No entanto, se for levar por esse lado, apenas quatro partidos estão legalizados em Petrolina: PT, PSC, PTB e MDB. O restante está fora dos padrões.

Os que hoje se dizem líderes dos partidos, na verdade não o são. Nenhum diretório estadual, fora aqueles que estão legais, indicou liderança em Petrolina. A história que Gilberto Melo fora indicado pelo partido no Estado, é apenas um blefe, e que pode causar um estrago grande dentro da Casa.

A fissura na base do governo na Câmara de Petrolina é visível. A casa tem 6 vereadores declarados de oposição, e ela tende a crescer, caso o embuste perpetrado pela presidência ganhe forças.

São 18 homens da base do governo, é nós mero mortais, queremos descobrir qual é o novo segredo entre eles, e por que essa briga sem fim pelas tais comissões.

 

 

 

Artigos relacionados

1 pensou em “Petrolina: 18 homens e um novo segredo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar