Notícias

Petrolina: as trocas de vereadores em prol do governo Novo tempo

Um breve história dos arrumadinhos em prol dos amigos

No governo Novo tempo, os suplentes são mais importantes do que propriamente aqueles que ganharam as eleições no voto a voto. Os arrumadinhos são muitos e dos mais diversos modelos, e tudo isso, apenas com um propósito: agregar quem de fato pode somar.

Depois da posse em 2016, o governo Novo tempo começou a fazer os arrumadinhos para não deixar de fora aqueles a quem de fato interessava ao novo projeto de governabilidade. Vamos contar essa história.

Logo de inicio, e que fique bem claro, tanto Aero Cruz, como Ibamar Fernandes e Alvorlande Cruz, perderam a eleição ficando todos como suplentes. Como são peças importantes, logo foram feitas estratágias para que os esses nomes não ficassem de fora do poder. Isso era ordem direta, e precisava ser obedecida. Vamos aos fatos:

Maria Elena, candidata bem votada e reeleita, logo foi cotada para ser a secretária de Cultura, para ceder lugar a Aero Cruz, peça que viria se tornar líder da bancada de situação, isso por que tinha e tem a confiança do prefeito.Foi feito. Mas logo voltaria para sua cadeira.

Logo em seguida, e pensando em Ibamar Fernandes, outra importante peça, o governo resolveu trazer Zé Batista da Gama,outro reeleito, para ser o secretário de Agricultura, cedendo espaço ao suplente Ibamar, que logo se tornou vereador.

Outra troca, pouco tempo depois aconteceu com Cícero Freire, que se tornou assessor especial para ceder lugar a Junior Gás, outro suplente que alcançou expressiva votação.

Passado algum, e já desgastado na secretária de Agricultura, Zé Batista precisava ser destituído do cargo, e a saída era tornar Edílson do Transito em Presidente da AMMPLA, para que Aero permanecesse no cargo, já que exercia bom papel como líder de bancada.

Ibamar Fernandes perdeu o mandato e se tornou assessor de Antonio Coelho. E por fim, vendo que havia uma chance de Domingos de Cristália do PSL, perder o mandato, o grupo investiu pesado na luta para obter o mandato, e conseguir emplacar mais um vereador para as fileiras do governo. Não deu outra! Plano arquitetado e bem executado, e hoje, a bancada está maior, já que Alvorlande Cruz  se tornou o mais novo vereador do grupo.

Perceba que em toda essa arquitetura, o plano é proteger o governo, e que os suplentes, aqueles que ficaram de fora por que não obtiveram votação necessária, eram os protagonistas, mas que infelizmente não foram competentes para se elegerem. Ainda assim, eram e são necessários. Eles são mais importantes que os vereadores eleitos.

Hoje, nada, absolutamente nada, é feito na Casa Plínio Amorim, sem que antes haja a consulta aos suplentes que se tornaram vereadores.  Voltamos a dizer: eles são os protagonistas, as mais importantes peças do Novo Tempo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar