Notícias

Petrolina e a politica do medo: vereadores tremem. Para qualquer vereador da base se candidatar em 2022, precisa pedir permissão

Daqueles que andaram e pertenceram ao grupo oligárquico dos Bezerra Coelho e, se rebelaram contra FBC, apenas Odacy Amorim (PT), até hoje , consegue se manter bem politicamente. Foi uma rara exceção.

Não existe em Petrolina um vereador que seja da base do grupo de Fernando Bezerra que tenha coragem de afrontar o  senador em Petrolina. Nenhum! Todos, sem exceção, temem. Se em Petrolina a oposição sofre , até por que os nomes oposicionistas tanto dentro da Câmara, como fora dela, estão nas cavernas escondidos, na base do grupo de Fernando Bezerra a coisa é bem pior.

Todos os aliados da base em Petrolina tem medo. O medo é provavelmente tão antigo quanto a vida. Os demagogos sempre usaram o medo para intimidar subordinados ou inimigos, assim como para guiar a tribo. O medo é uma ferramenta muito forte que pode confundir a lógica dos humanos e mudar seu comportamento.

Como outros animais, nós humanos aprendemos a ter medo por meio de experiências, como ser atacado por um predador. Também aprendemos por meio da observação, como ao testemunhar um predador atacando outro humano. E aprendemos com instruções, como quando nos dizem que há um predador por perto.

Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, em Brasília  REUTERS/Adriano Machado

Daqueles que andaram e pertenceram ao grupo oligárquico dos Bezerra Coelho e, se rebelaram contra FBC, apenas Odacy Amorim (PT), até hoje , consegue se manter bem politicamente. Foi uma rara exceção.

Volto a escrever: não existe em Petrolina um vereador que seja da base do grupo de Fernando Bezerra que tenha coragem de afrontar o  senador em Petrolina. Nenhum! Todos, sem exceção, temem. Não existe nenhum com aquilo roxo que tenha coragem de alterar a voz um tiquinho que seja. Se você ouvir um dizendo que vai ser candidato a deputado por exemplo, é por que aquela candidatura vai servir para a campanha dos filhos, Antonio, Miguel, Fernandinho e até mesmo o pai de todos, Fernando Bezerra. É preciso permissão.

.

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar