Notícias

Petrolina: Evangélicos são unidos pela Bíblia, e afastados por denominações

Cada um por sí e Deus por todos!

Um só livro, um só Pastor. Uma só fé, uma só crença. Um só amor, diversas divergências!

De início, cito o escrito em I Coríntios 12:12-31 que fala sobre a unidade orgânica da Igreja, onde temos uma clara visão que nem todos somos iguais (em posição social), e nem todos fomos chamados para fazer a mesma coisa no corpo de Cristo (uns são apóstolos, outros evangelistas, outros profetas, outros pastores e outros para serem mestres) e até mesmo que para determinadas pessoas foram outorgados dons especiais (cura, sinais, milagres…).

Petrolina tem mais de 350 mil habitantes, desse número, 30% se declara evangélico. Um número espantoso. São mais de 100 mil pessoas. Aí quando alguém ver esses números, logo pensa: nossa quanta gente unida.Mas não é bem assim.

Os evangélicos de Petrolina, assim como no restante do País,são desunidos.Não pela Bíblia, não pelo amor, mas por suas denominações, seus pastores, suas histórias.O que parece ser bonitinho para quem não conhece, se torna um terror para quem acompanha de perto os caminhos dos evangélicos.

Passamos mais de 26 anos colhendo testemunhos, estudando as Religiões, e hoje percebemos que apesar de mudanças profundas no mundo, ainda permanece a velha briga denominacional entre as igrejas e seus pastores. Seria uma mentira dizer que todos os pastores são unidos, que os membros das igrejas se amam de verdade.

Na verdade, é mais política do que amor. Bandeiras partidárias são trocadas por bandeiras denominacionais. Aparecem bonitos na foto, mas feios nos bastidores. Se unidos fossem, o bem comum seria uma incontestável verdade.Os evangélicos só se unem para comemorar. Dia do Pastor, Marcha pra Jesus, Dia da Bíblia e outros eventos. Depois disso , é cada um para sua igreja, e pronto. Não há uma união. Há divisões, e sérias divergências.

O fato é que, o mais correto, seria que toda Igreja (denominação), se deleitasse de tudo que foi proposto por Deus, pois isto era para a Igreja, e os coríntios tinham tudo isto em sua comunidade. Porém cada denominação busca apenas uma corrente, ou seja, ser mais tradicional (mais palavra, ensino) ou pentecostal (mais poder, milagres, evangelismo).

Os evangélicos são fortes, são coerentes em muitas coisas, mas falta congregar.Se unidos fossem, mudariam qualquer cidade, inclusive, Petrolina.

Por Carlos Seabra Junior.

Artigos relacionados

1 pensou em “Petrolina: Evangélicos são unidos pela Bíblia, e afastados por denominações”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar