Notícias

Petrolina já foi preocupada com a criança e o adolescente. Kátia Carvalho precisa rever a situação

Resultado de imagem para trabalho infantil

Se não fosse o trabalho da 18ª Vara Regional da Infância e Juventude, sobretudo quanto as ações para diminuir a evasão escolar e a violência nas escolas, Petrolina já teria , números maiores e preocupantes , quando o assunto é trabalho infantil.

A falta de preocupação com a criança e adolescente, é crescente e visível na cidade. Ano passado, a cidade recebeu a comenda importante do Selo do Unicef, pelos trabalhos realizados no enfrentamento contra o trabalho infantil, e ações de prevenção contra abusos infantis. Em 2017, depois da posse do novo governo,as ações que são propaladas na mídia regional,tem apenas um cunho de marketing institucional, no entanto, a prática está longe de ser a realidade mostrada na propaganda midiática da prefeitura de Petrolina.  E assim,  como no restante do  Brasil, Petrolina, vem aumentando o número de crianças realizando trabalhos, que eram para ser feitos por adultos.

Fiscalização

Resultado de imagem para trabalho infantil em feiras

A prefeitura prometeu fiscalizar, através da  campanha “Petrolina diz não ao trabalho infantil”, que  será lançada nesta segunda-feira (12), às 16h, na feira livre do bairro José e Maria, zona norte da cidade.  O executivo promete  durante toda a semana, realizar ações de sensibilização e fiscalização que  serão intensificadas para coibir o trabalho infantil.  No entanto, isso é pouco! Desde de janeiro, o numero de casos de abusos com crianças só aumenta e preocupa as autoridades. Vá nas feiras livres, nas festas de bairro, e agora em chegando o São João de Petrolina, esse numero crescerá ainda mais.

Conselho Tutelar

Tacanho, tímido, preguiçoso! Assim é o Conselho Tutelar de Petrolina. Você liga, não te atendem, você cobra e uma parede te ouve! Nos finais de semana, nem conte com eles. Foram eleitos em uma eleição séria, com participação ativa da comunidade, fizeram provas para entrarem na eleição, e no entanto, tomaram a pílula do esquecimento do seu juramento. Cuidar da criança e do adolescente.

O que estamos vendo em Petrolina, é a volta dos velhos tempos, aonde pais usavam seus filhos como pedintes, para sustentar vícios. Nos semáforos, adultos e adolescentes se revezam fazendo malabarismos para ganhar trocados dos motoristas que param no sinais de transito. Isso é para se preocupar! Resultado de imagem para trabalho infantil em semaforos

O papel do município,em relação as nossas crianças e adolescentes,  tem sido esquálido e minúsculo. O PMIA (Plano Municipal da Infância e Adolescência), que foi aprovado na Câmara de Petrolina, está no esquecimento, e é Lei Municipal! O documento prevê a concepção de uma série de políticas públicas voltadas para a infância e adolescência e é uma das ações do programa ‘Prefeito Amigo da Criança’, da Fundação Abrinq. Abrange as áreas de saúde, educação e proteção, além de garantir e assegurar os direitos e melhorar as condições de vida das crianças e dos adolescentes no município.

Se não fosse o trabalho da 18ª Vara Regional da Infância e Juventude, sobretudo quanto as ações para diminuir a evasão escolar e a violência nas escolas, Petrolina já teria , números maiores e preocupantes , quando o assunto é trabalho infantil. Com a palavra a SEDESC e sua secretária Kátia Carvalho.

Por Cauby Fernandes

@lingua

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar