NotíciasPolítica

Petrolina: não há vagas para Marias e Graças. Mulheres com esses nomes não fazem bem a vereadores

A vergonha! O novo momento da política petrolinense

Petrolina vive um novo momento na política. O momento das mensagens eletrônicas, áudios e vídeos nas redes sociais. É prefeito youtuber, é líder comunitário viciado em Whatsapp e vereador se estrepando com áudios vazados.

Se tem uma coisa que ainda não foi dominada pelos vereadores em Petrolina, é a tal da mensagem de áudio. A ferramenta é excelente se for usada  corretamente. No entanto, apesar da excelência da ferramenta, ela pode ser prejudicial para as ‘excelências”, os vereadores.

Para quem não quem não lembra, o vereador Junior Gás, quando assumia a cadeira na Casa Plínio Amorim  no lugar do vereador  Cícero Freire, fez uma trapalhada persuadindo servidoras do programa educacional “Nova Semente”, da Prefeitura de Petrolina, a convidarem pessoas da sua família e mães dos alunos para ouvirem as propostas e os debates, idealizados pelo grupo das oposições na capital do sertão. Ele  caiu na net dizendo:

“Você entendeu né Maria? Coordene isso aí, por favor! Cada pessoa, no mínimo, tem que levar cinco pessoas, cada pessoa, no mínimo… Isso ai Maria, você conhece as mães da Nova Semente, que tem os filhos na escola, você é pra convidar que realmente é benefício e que ele vai contar a história a respeito, principalmente, da Nova Semente e o que melhorar”, disse o aliado.

“O prefeito (Miguel Coelho) vai estar lá, senador (Fernando Bezerra Coelho), Fernando Filho, Mendonça Filho, Armando Monteiro, que também é senador, vai contar a situação a respeito… A melhor forma de investir aqui em Petrolina, principalmente na educação. Então isso é muito bom”, complementou o vereador naquela ocasião. Foi um horror!

Agora, mais um vereador caiu na esparrela do áudio vazado das redes sociais. Elias Jardim. O vereador, apareceu em áudio afirmando que depois de descobrir que uma das suas indicadas (Graça), não estava dando valor a indicação, ele decidiu que a indicada não servia, e a tirou do emprego que houvera indicado. Elias, o vereador,  disse no áudio, que a consideração tem vir em primeiro plano e que ” ela está saindo por que nunca o procurou, e nunca respeitou e que deve satisfação a ele. E que a questão é politica. E que não vai estar sustentando ninguém de Graça ( servidora que o traiu)”.

Elias disse mais: ” Eu tô trocando para colocar pessoas de confiança! A gente não vai ficar com esse tipo de gente. Eu não  tenho nada com esse povo não, por isso é que está saindo!”

Esse é o novo momento! Sei não, mas, os vereadores tinham que demitir Graças e Marias dos seus gabinetes! Achamos que o problema está no nome dessas mulheres! Então, contratar Marias e Graças , nem pensar!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar