Política

Portas fechadas: em Brasília, Simão Durando busca recursos para concluir obras , porém, cofre está fechado

Todos já perceberam que o ritmo de Petrolina está lento.

Petrolina já não tem mais o mesmo gás e as obras estão paradas.  O novo prefeito, Simão Durando, debutante na política e na gestão de um municipio, vai sentindo o peso da responsabilidade e os meios para conseguir recursos para realizar ações.

Todos já perceberam que o ritmo de Petrolina está lento. Claro que isso não é culpa do novo prefeito que só tem um mês à frente dos trabalhos na cidade. Porém, o que estamos vendo é desaceleramento da cidade em diversos aspectos.

Por essa razão e usando de razoabilidade, Simão Durando, na segunda-feira, 9,  viajou para Brasília em busca de novos investimentos. Na capital federal, Simão Durando seguiu, até a quarta-feira (11), com reuniões em diversos ministérios: Cidadania; Turismo; Saúde e Educação; além da presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

O objetivo era conseguir recursos para concluir obras e iniciar novas intervenções projetadas para o seu governo. Porém, segundo informações, a torneira do dinheiro fácil está fechada. Depois da sáida de Miguel Coelho da prefeitura  e a perca da liderança no senado, através do senador Fernando Bezerra, os aportes para a cidade já não existem mais. Portas fechadas.

Simão Durando vai enfrentar problemas sérios a partir de agora. Por enquanto é tudo  festa, tudo novo, nova gestão mas, a dispensa vai secar e não há de onde repor o que está se acabando.

A prova de fogo para Simão Durando começou! Ele vai ter que provar que é habilidoso, que tem poder para convencer deputados e senadores a enviarem emendas que possam ajudar na gestão municipal.

Segue o barco.

Artigos relacionados

1 pensou em “Portas fechadas: em Brasília, Simão Durando busca recursos para concluir obras , porém, cofre está fechado”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar