Notícias

Prefeito de Petrolina é quem vai decidir! Evangélicos de olho no Decreto que virá. Prefeito vai esperar decreto do governador para não se expor?

Miguel Coelho sempre espera os decretos estaduais para que não precise se expor junto à população, faz questão de deixar decisões mais duras na conta do governador.  Miguel Coelho por exemplo, pediu que não fossem feitos reajustes nos impostos estaduais, porém, aumentou todos os impostos municipais (dois pesos, duas medidas)

O plenário da corte derrubou a decisão do ministro Kassio Nunes Marques que liberava missas e cultos e afirmava que o veto de governadores e prefeitos a esses eventos era inconstitucional. Porém, o STF (Supremo Tribunal Federal) manteve por 9 votos a 2 a decisão do ministro Gilmar Mendes de permitir que estados e municípios proíbam a realização de celebrações religiosas presenciais como forma de conter o avanço da pandemia da Covid-19. A bomba chiando cai nas mãos de governadores e prefeitos.

Em Petrolina, no Sertão do São Francisco, a Bancada Evangélica da Câmara de vereadores, tem elevado o tom para que os cultos presenciais sejam liberados, claro, tomando todas as precauções. No entanto, quando se observam os números da doença no município, o susto é grande, até porquê, a cidade a cada dia bate recordes de mais e mais pessoas sendo infectadas. O último boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que a taxa de ocupação leitos de UTI, permanece em 97,6%.

O boletim também traz informações sobre os novos casos confirmados. Foram registrados 255 novos casos de Covid-19. Agora, mais  22 mil pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus.

De olho nos passos e ações do prefeito (pré-candidato a governador), Miguel Coelho, os evangélicos querem saber qual será a orientação do gestor e, como será o texto do decreto que ele vai editar para a população. Miguel Coelho sempre espera os decretos estaduais para que não precise se expor junto à população, faz questão de deixar decisões mais duras na conta do governador.

Miguel Coelho por exemplo, pediu que não fossem feitos reajustes nos impostos estaduais, porém, aumentou todos os impostos municipais (dois pesos, duas medidas).  A bancada evangélica  espera respostas. Os evangélicos em Petrolina somam mais de 35% da população do munícipio e, tem um peso muito grande nas eleições. São mais de 100 mil evangélicos na cidade que hoje passa dos 360 mil moradores. Há que se considerar esse ponto.

Se desagradar os evangélicos, se lasca! Se agradar, se lasca também! Até porquê, na cidade não existem somente evangélicos, grande parte da população está temerosa com o avanço da Covid em Petrolina, e ainda por cima disso tudo, existem críticos ácidos quando o assunto é o retorno presencial das celebrações religiosas. E agora Miguel Coelho? Vai de qual mesmo?  Vai autorizar ou não os cultos e missas presenciais em Petrolina?

Decisão difícil!

Tags

Artigos relacionados

1 pensou em “Prefeito de Petrolina é quem vai decidir! Evangélicos de olho no Decreto que virá. Prefeito vai esperar decreto do governador para não se expor?”

  1. Ele sempre em cima do muro. Tirado a bom prefeito, de bom não tem nada. Quem quiser q se engane. Falta tudo nos postos de saúde, nem medicações básicas tem… o pobre sempre sem vez! Acorda Petrolina!! Miguel tem mto é papo! Porque aumentou tanto o covid se teve lokdow? Então vocês percebem q de nada adiantou? Kd o dinheiro dos 100 leitos do monte Carmelo que ele e a secretária de saúde arrotaram dizendo q estavam prontos? Ele engana os bestas e os ricos que não precisam derrubar um leão todo dia pra levar comida pra casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar