Notícias

Quando não se tem nada para falar: Gilmar Santos se torna bolha de sabão

 O vereador Gilmar Santos (PT), no início do mandato em 2017, emocionou e fez muita gente acreditar que ele seria o diferencial na nova legislatura no quadriênio 2017-2020. Uma bolha de sabão,assim é Gilmar Santos.  Belas e encantadoras são as bolhas de sabão. Elas fascinam pela beleza multicolorida em contato com o sol, mas essa beleza não dura mais que alguns segundos. Um piscar de olhos e elas já não existem mais. Encerram seu ciclo tão rápido quanto surgiram, vão-se como chegaram, não têm história para contar.

No inicio, o Edil levantava uma bandeira que era colorida, que  chamava a atenção. No entanto, nesses últimos dias de 2017, a panela perdeu a pressão. Mas quem não lembra  que quando foi empossado vereador, defendeu a Constituição Brasileira, mas ele esqueceu .

Ele diz defender a cultura, mas qual efetividade nisso? Ele é professor, mas, qual foi o projeto de defesa aos professores que ele apresentou? A sua colega de partido Cristina Costa, tem uma bandeira autentica, mas e Gilmar Santos?

Nas últimas sessões, com discurso prolixo e as vezes enfadonho, Gilmar Santos parece desorientado quanto a sua missão na Casa Plínio Amorim, que é de ser o diferente. O vereador deixa até as formalidades de lado e em tom pejorativo chama seus colegas de Caras. ” Esses caras gritam pra mostrar que são mais machos”, disparou. Não é para ser assim.

Os vereadores ( com razão) se sentindo ultrajados, disseram  que entrariam  com uma representação solicitando que o petista Gilmar Santos se retrate com os demais colegas.

“Ele agrediu todos nós, tem que respeitar, o Senhor tem a cara de bom moço, mas agride a imagem dos vereadores, vou entrar com uma representação e quero que se retrate, estou cansado de ficar vendo você olhando pra cara dos vereadores, humilhando os mesmos, isso não vamos admitir”, disse Gilberto Melo.

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar