Notícias

Romero Britto é processado por suposto calote de R$ 72 mil

 Romero Britto é processado por suposto calote de R$ 72 mil

Tear afirma ter entrado em contato com três dos atores envolvidos no imbróglio – a Daf Britto, responsável pelos móveis, a contratante, Espaço Decor, e com o próprio Britto – mas que nenhum avançou nas negociações.

“Fui levando, acreditando que receberia, mas estamos em crise, devo outras pessoas por conta dessa dívida. Fui obrigado a acioná-lo na Justiça por esse calote”, contou ao colunista.

A assessoria de Romero Britto não se manifestou sobre o caso.

@lingua

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar