Notícias

Senador Fernando Bezerra terá que devolver dinheiro pago a funcionário fantasma

Os senadores que agora só tem olhos para o impeachment da
presidente afastada Dilma Rousseff,precisam ficar atentos.                                     Eles poderão ser notificados a devolver dinheiro
aos cofres públicos por abrigar em seus gabinetes, funcionários fantasmas, que nunca
deram uma hora de trabalho e nunca foram à Brasília.
A noticia que se espalhou pelo Brasil depois de diversas denuncias que foram feitas por populares, diziam que os políticos têm nos
quadros de funcionários, pessoas (?) que nunca deram as caras no trabalho, e
que recebem altos salários sem nunca terem prestado qualquer serviço na
administração pública.  
Segundo as denúncias ,muitos senadores deixam nos seu estados ” Assessores” e “Auxiliares parlamentares”, que nem sequer conhecem o senado. Os estados com maior numero de denuncias são: Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco , São Paulo e Bahia.
O país que enfrenta uma crise institucional, se vê com mais um problema nas mãos.Já que tem que prestar conta do dinheiro que está sumindo por todos os lados.
Entenda o que é um funcionário fantasma
Funcionário fantasma é aquela pessoa nomeada para um cargo
público que jamais desempenha as atribuições que lhe cabem. Ou seja, o “bestinha”
recebe sem trabalhar, enriquece ilicitamente à custa do cofre público e do suor
do contribuinte.
.  A existência dos “funcionários
fantasmas” caracteriza o usos  nocivo
da máquina pública e fere diversos princípios constitucionais na democracia brasileira.
Quando se faz uso dessa prática danosa, a moralidade administrativa, a
eficiência, a impessoalidade e a finalidade administrativa do serviço público são
automaticamente quebrados.
Na maioria das vezes com salários muito superiores ao da maioria
da população brasileira, que não conta com o “padrinho” ou
“pistolão”. Trata-se de experiência reprovável tanto do ponto de
vista da autoridade que nomeia quanto da pessoa que aceita ser favorecido por
tal ilegalidade.
A parte irônica desta situação é que para esses “espertos”, ter
um contracheque com o brasão do senado, por exemplo, é sinal de status, é se
tornar melhor do que os humanos naturais. Na verdade, esse fantasma está
mandando um recado para todos dizendo que está acima das leis que valem para o
restante da população desprovida de influência, e que, portanto, tem o direito
de receber grandes quantias mensais pelo difícil exercício de cargo público.
(nem lá vai!).
É fraude, é roubo! E quem sofre é a administração pública, o
contribuinte.
Por Cauby Fernandes

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar