Notícias

Simone Tebet é escolhida como candidata do MDB à presidência do Senado

A atual presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) vai enfrentar Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato do atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e também de Bolsonaro.

A senadora Simone Tebet foi confirmada na tarde desta terça-feira (12) como o nome do MDB para a disputa pela presidência do Senado. A escolha do nome de Tebet foi decidida  de forma unânime pela bancada emedebista.

Simone Tebet aceitou o desafio , porém, vai enfrentar um rival que tem a “simpatia” de Jair Bolsonaro (sem partido). Em sua primeira fala como a candidata do MDB, ela afirmou que vai buscar a independência da Casa em relação ao Palácio do Planalto, mas ressaltou que isso não representa oposição. Será uma “independência harmônica”, disse ela.

A atual presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) vai enfrentar Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato do atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e também de Bolsonaro.

“Este partido é um partido de pensamentos plurais, e com isso eu quero dizer que é um partido que não é oposição nem situação. A independência não significa oposição ao governo como muitos querem”, afirmou a senadora.

“A independência significa independência com harmonia para ajudar o governo nas pautas prioritárias do país. Significa uma independência harmônica a favor do Brasil, que precisa mais do que nunca da força do Senado Federal”, acrescentou Tebet.

A senadora afirmou que vai transmitir a mensagem de harmonia ao presidente, através dos senadores da legenda que ocupam cargos de liderança no Senado e no Congresso.

Da Redação A língua

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Veja Também

Fechar
Fechar