NotíciasPolítica

Sindsemp: deu ruim, e agora, é na justiça

Agora, a justiça entrou em campo

Ela não queria prestar contas, e durante três anos ela conseguiu, mas agora,a justiça entrou em campo e a diretoria do Sindsemp, triênio 2015/2018, que tem como presidente, Walber Lins Pinheiro, terá que prestar contas da gestão do sindicato por imposição! Na justiça. Saiba quais são os quatro absurdos cometidos pela diretoria sindical, que não dá o braço à torcer, e continua sua saga.

Absurdo I : durante todo esse tempo de  mandato, as tais contas da diretoria da entidade nunca foram aprovadas com o peso  unânime dos membros do conselho fiscal do Sindsemp.

 

Absurdo II: em  2016, Walber Lins, bem como suas contas, foram reprovadas pelo órgão fiscalizador da entidade.

 

Absurdo III: a displicência  da diretoria chegou ao ápice, quando  optou por não respeitar o estatuto da entidade sindical, apenas solicitando que as contas fossem “apreciadas” por três servidores associados que detém cargos de auditores fiscais do município de Petrolina.

 

Absurdo IV: conforme o estatuto, a diretoria deveria encaminhar a reprovação de contas para assembleia, o que nunca foi feito. Motivo que levou cerca de 230 servidores associados da entidade a ingressarem com uma ação de exigência de prestação de contas.

 

E aí,como tudo que se faz de errado vem à tona, deu ruim! Agora, o presidente terá que prestar contas em juízo. Realmente deu ruim!

Com informações do Blog do Banana

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar