Notícias

Surreal: a ditadura da CODEVASF com moradores do Pontal

Resultado de imagem para DITADURA

Proibido. A palavra mais ouvida pelas famílias que ocupam os assentamentos Dom Tomás e Democracia, em uma área no Projeto Irrigado Pontal, zona rural de Petrolina. Sem água, sem luz  e agora sem poder trafegar pelo local. A ditadura da CODEVASF, chegou ao extremo. E agora nem carroças, nem veículos, nem bicicletas podem, circular pela área.

A  3ª Superintendência Regional (SR) da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), colocou processo junto à 8ª Vara Federal,  aonde pede a Autarquia de Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) “cancele todas as operação e/ou autorizações de transporte público de passageiros, regular ou complementar, que tenha como destino final o Projeto Pontal, notadamente os acampamentos Dom Tomás e Democracia.

Até onde vai a força da ditatorial da CODEVASF em relação aos moradores? A dureza como  vem sendo notadamente tratadas as famílias, passa do surreal. Com empresários fazendo pressão, a situação é um verdadeiro caos. Cadê os vereadores? Os defensores do povo, que até agora só falaram e falaram? Cadê os deputados? Vai acontecer tragédia se alguma forma de acabar essa celeuma não for encontrada.

A  área onde se localizam esses dois assentamentos pertence à 3ª SR Codevasf, que está em processo de ocupação dos lotes familiares e comerciais do Projeto Pontal. A Codevasf já informou que a ocupação da área é irregular. Até quando vai durar essa queda de braço? 

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar