JustiçaNotícias

Trio que vendia carne humana em pastéis e esfirras é condenado

"Canibais de Garanhuns" vão cumprir pena por duplo homicídio triplamente qualificado

Um júri popular condenou na noite deste sábado (15) o trio popularmente conhecido como “Canibais de Garanhuns” por assassinar, esquartejar, consumir e vender carne humana dentro de salgados em 2012 em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. O julgamento ocorreu no Recife.

Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, Isabel Cristina Pires da Silveira e Bruna Cristina Oliveira da Silva foram julgados pelos assassinatos Gisele Helena da Silva, de 31 anos, e de Alexandra da Silva Falcão, de 20. O trio vai cumprir pena por duplo homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, com emprego de cruel e impossível a defesa da vítima).

Notícias ao Minuto

( Divulgação/TJPE)

Os jurados decidiram que Jorge Beltrão cumprisse pena de 71 anos de prisão. Bruna Cristina foi condenada a 71 anos e 10 meses de reclusão e Isabel Cristina, 68 anos. Em 2014, o trio já era condenado pelo mesmo crime contra  a adolescente Jéssica Camila da Silva de 17 anos,  a jovem era natural de Olinda, no Grande Recife.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) informou que as penas deste julgamento serão somadas ao tempo de prisão já estabelecido.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar