Sem categoria

Vereadores de Petrolina se preparam para viagem ao Recife para ver a filiação de Miguel Coelho, mas quem vai bancar a viagem?

Em Petrolina, segundo informações,  um ônibus de luxo foi alugado pelos vereadores para irem ao evento e se  juntarem para o que eles estão chamando de "grande festa". Cada vereador poderá levar um assessor para acompanhá-lo no evento.

O bloco de vereadores  de situação da base do pré-candidato a governador , Miguel Coelho, vai participar da festa de filiação do político ao DEM. O ato acontece neste dia 25 na Capital pernambucana.

Em Petrolina, segundo informações,  um ônibus de luxo foi alugado pelos vereadores para irem ao evento e se  juntarem para o que eles estão chamando de “grande festa”. Cada vereador poderá levar um assessor para acompanhá-lo no evento.

Uma pergunta que não quer calar é: quem vai pagar essa conta? Os vereadores vão rachar o aluguel do veículo e pagamento das diárias dos motoristas? Ou será que esse dinheiro sairá dos cofres da Casa Plínio Amorim? Outra pergunta: quem vai pagar a estadia de hotel, de despesas com alimentação dessa turma? Também estará no pacote da Casa Plínio Amorim? Ou tudo será pago dos bolsos dos vereadores?

É bom o MPPE está de olho nessa “festa grande”, até porquê, em tempos passados, a festa com o dinheiro público em Petrolina era coisa normal e, até festa com vinhos caros foi bancada pelos cofres da Câmara de vereadores.

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), vai deixar  o MDB. Os acertos finais foram corrigidos e, agora está tudo certo para o gestor sertanejo se filiar ao Democratas e tentar dar um gás a mais no projeto eleitoral do partido para 2022.

Como seus irmãos, Fernando Filho e Antonio Coelho, ambos deputados Federal e Estadual já estavam no DEM, Miguel Coelho não teve saída  e seguiu o mesmo o caminho e escolheu o DEM para dar continuidade aos seus planos.

Neste sábado, 25, o evento de entrada do gestor no partido, será  no Armazém 14, Bairro do Recife. Miguel Coelho está deixando o MDB porque a cúpula da sigla no Estado optou por permanecer na base aliada do PSB, partido do governador Paulo Câmara.

 

 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar