Notícias

Vereadores, temendo opinião popular, não votam em moção de repudio contra beijo Gay

Depois da polemica levantada em Petrolina, cidade do Sertão pernambucano,  por conta de beijo gay, transmitido pela TV Grande Rio, no Dia dos Namorados, o vereador Elias Jardim , se viu sozinho, ave que só não faz verão.

O vereador, que fez moção de repúdio, por conta da sua religião, foi alvo de criticas de muitos colegas, que disseram, não ser o papel da Casa Plínio Amorim, levantar questões que não enalteçam a legislatura. Muitos se abstiveram, e retiraram o requerimento do vereador.

Gilmar Santos, aproveitando a deixa, fez requerimento de moção de aplauso, a matéria da TV, isso fez o alvoroço tomar conta da Câmara e, mais uma vez, Elias Jardim , falou que merecia  respeito, e que por conta da falta de acordo, ele votava contra os dois requerimentos.

Isso só prova que, os vereadores não aguentam pressão, e que se fizerem um requerimento polemico, serão sempre abatidos pela força do povo. Claro, se o povo fizer pressão.

Lixo moral! Vereador Elias jardim repudia beijo gay na TV Grande Rio

Um beijo entre homens, em horário nobre na TV, marcou o dia dos namorados em Petrolina, e virou pauta na tribuna da Câmara de Vereadores nesta terça-feira(14). Elias Jardim, evangélico, tratou como “lixo moral” a cena exibida na reportagem da TV Grande Rio.  O vereador,  entrou com uma Moção de Repúdio contra a TV, por ter veiculado o dito beijo, e outros vereadores assinarão a moção.

“É no mínimo indecoroso o que a TV Grande Rio  mostrou com a matéria. Não sou homofóbico, não sou contra os gays, mas não posso concordar com uma cena que é um lixo moral para nossas famílias”, disse Elias jardim.Resultado de imagem para beijo gay

Ainda na polêmica, Gabriel Menezes perguntou a Elias Jardim: “o senhor tem algum filho homossexual? e se tivesse, qual seria sua reação?”

A resposta veio do evangélico,de que qualquer um tem o livre arbítrio para fazer o que quiser, mas isso não justifica o que fez a TV.

O colunista Edvaldo Franciolli, que faz parte da comunidade LGBT do Vale do São Francisco, questionou nesta terça-feira (13) a moção de repúdio contra a reportagem com beijo gay, exibida no dia dos namorados (12). A polêmica em torno da moção foi iniciada durante a sessão ordinária desta terça na Câmara Municipal de Petrolina, quando o vereador Elias Jardim (PHS) falou sobre o assunto. O colunista que acompanhava a sessão ficou impressionado e não entendeu a revolta do vereador diante dos fatos.

“Eu quero parabenizar a TV Grande Rio, por ter tido a coragem de mostrar que toda forma de amor vale a pena no dia dos namorados. Foi uma cena, que não foi nenhum pouco obscena e em nenhum momento provocativa. Foi um beijo entre duas pessoas que se amam, do mesmo sexo”, afirmou o colunista.

Na ocasião, diante da imprensa, Franciolli aproveitou a oportunidade para convocar todo o público LGBT a marcar presença na sessão da próxima terça-feira (20) quando a moção de repúdio será apresentada à Casa Legislativa.

“Eu quero convocar todos os homossexuais de Juazeiro, Petrolina e da região, a participar da sessão de terça. Vamos lotar o plenário e mostrar que toda forma de amor vale a pena. O beijo não agrediu ninguém! Pagamos os nossos impostos como todo cidadão e respeitamos todas as religiões. Minha condição sexual não vai contra a minha personalidade e moral”, concluiu.

Por Cauby Fernandes

@lingua

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja Também

Fechar
Fechar