Notícias

Anvisa convoca Rui Costa e mais 10 governadores para explicar problemas com Sputnik V

Além da Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco, Pará, Sergipe e Rondônia querem a autorização a autorização para o uso emergencial do imunizante no país. Desenvolvida pelo laboratório Gamaleya, a vacina é representada no Brasil pela União Química.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) convocou o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e outros 11 gestores de Estados interessados em importar a vacina russa Sputnik V. A proposta inicial da agência é que a reunião aconteça na terça-feira (6), segundo o jornal Valor Econômico.

Além da Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco, Pará, Sergipe e Rondônia querem a autorização a autorização para o uso emergencial do imunizante no país. Desenvolvida pelo laboratório Gamaleya, a vacina é representada no Brasil pela União Química.

A Anvisa vem alegando que a atual falta de informações sobre a Sputnik V inviabiliza qualquer possibilidade de autorização. A ideia da reunião é que os governadores mudem a direção da pressão e ajudem a obter, junto à empresa, os dados técnicos pendentes.

“Faltam informações brutas que permitam análise e conclusão”, disse uma fonte do Valor na agência. “Se fosse para concluir hoje, a conclusão seria que não é possível concluir por falta das informações”, completou.

Os processos estão sendo analisados de acordo com a Resolução da Diretoria Colegiada da Anvisa (RDC) 476/2021, que estabelece os procedimentos e requisitos para submissão de pedido de autorização excepcional e temporária para importação e distribuição de medicamentos e vacinas contra Covid-19. A norma é específica para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância nacional decorrente do surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2), nos termos da Lei nº 14.124, de 10 de março de 2021.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar